Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós

Se for a convite vou adorar. Se não for...

IMG_7923.jpg

 

Recentemente contaram-me uma história sobre uma pessoa bem conhecida da nossa praça que faz críticas a restaurantes. Conta a história que essa pessoa foi até um restaurante de Lisboa e, no fim da refeição, ficou muito revoltado por lhe terem apresentado a conta.

 

Até aí tudo bem. Eu, que não passo de um iniciante nestas artes, também fico transtornado sempre que no fim da refeição me apresentam a conta. Onde é que já se viu pedirem-me para pagar no fim de um almoço/jantar? Eu sou o Filipe Consciência!! Ou sou convidado para ir a restaurantes, ou quando decido ir a um restaurante por livre iniciativa, o mínimo que espero é não pagar um cêntimo! (momento irónico, ok?)

 

Depois de alguma "discussão", a pessoa teve de pagar a conta, para sua grande tristeza. E o que é que aconteceu uns dias depois? Aparece um artigo a desancar o restaurante. Aposto o que quiserem que se ele não tivesse pago a conta, seguramente não haveria aquele artigo tão forte. Ou pelo menos seria bem mais suave.

 

Mas este é apenas um de muitos casos de pessoas que se comportam mais ou menos da mesma forma. Se for a convite, está tudo bem. Melhor restaurante do mundo. Se não for convite, então lá vem a crítica. 

 

Ou não sou nenhum bicho estranho, e conheço vários gastrófilos e críticos que se comportam como eu. Eu vou a vários restaurantes a convite, mas não sou influenciado por isso. Quando eu digo que é bom, é porque para mim é verdadeiramente bom. Já fui a convites e critiquei, sempre de forma construtiva, no blog e redes sociais. Já perdi "parcerias" por causa disso mesmo e já recebi várias mensagens privadas, mas nunca deixarei de o fazer.

 

Recordo-me com frequência de um restaurante em Lisboa que me convidou e, à chegada, a responsável pela comunicação disse-me: "este almoço é oferecido, mas vai ter de escrever que é o melhor restaurante de Lisboa, está bem?" Só não saí imediatamente porque a senhora pediu logo desculpa quando disse que sendo assim não almoçava. Por acaso a comida era verdadeiramente boa. No final critiquei publicamente um prato por achar que poderia estar melhor e depois ainda fui convidado a voltar.

 

Estas visitas a restaurantes devem ser vistas não só como um meio de publicitar os espaços, mas também como uma forma de se ter um feedback com maior know how sobre o trabalho feito. Por norma os restaurantes até respondem positivamente às críticas. E é isso que é natural.

 

Para que serve afinal fazer críticas a restaurantes? Não é para partilharmos as nossas experiências e recomendarmos (ou não) a outras pessoas? Então de que é que adianta dizer que está bom quando está mau? Só por pura malvadez. É que ir a um restaurante implica perder tempo e gastar dinheiro. A não ser para pessoas especiais, claro.

 

Às vezes perguntam-me como é que eu posso dizer que determinado prato de um restaurante "normal" estava tão bom, quando eu tenho uma grande experiência em restaurantes estrelados. E eu, depois de respirar fundo umas vezes, lá respondo que eu não estou a comparar experiências e realidades incomparáveis. Cada restaurante insere-se numa categoria. Numa espécie de classe. A análise a esse restaurante deve ser feita com base em restaurantes similares. Restaurantes dentro da mesma classe. 

 

Eu não vou à tasca na rua ao lado do meu escritório comer um prato e fazer comparações com o que comi no Feitoria! Não vou ao Cantinho do Avillez, ou à Pizzaria Lisboa, e sair de lá a dizer: "esperava muito mais depois de ter ido ao Belcanto" (há tantas críticas destas...). Cada macaco no seu galho.

 

Por isso ir a um restaurante "normal" a convite e sair de lá a dizer que tive uma refeição espetacular, não quer dizer que é o melhor restaurante de Lisboa, nem que é melhor do que os estrelados, nem que só o estou a escrever porque fui a convite. Quer apenas dizer que foi espetacular para o que era expectável naquele restaurante. Se for melhor do que os estrelados, ou se for mesmo o melhor de Lisboa, eu escreverei sem qualquer problema!

 

Recentemente fiz um top de restaurantes preferidos no Instagram, onde não constavam estrelados, e ainda recebo um comentário muito admirado. Mas eu só posso gostar de restaurantes com estrelas e que ficam bem no feed das redes sociais??

 

Voltando à parte inicial, é uma perfeita estupidez um famoso ou um influenciador andar a "choramingar" por refeições gratuitas, mas ainda é pior no final virem com vinganças, pondo em causa um negócio que envolve várias pessoas só porque o seu ego (e carteira) foram feridos. E é igualmente uma estupidez dar falsas opiniões para agradar chefs, empresas ou restaurantes e com isso conseguir mais convites.

 

Fica o desabafo.

2 comentários

Comentar post