Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós

Guia completo de Toronto, Canadá

IMG_3460.JPG

 

Porque ir

Quando disse aos mais próximos que ia para Toronto, a resposta, em forma de pergunta, foi quase sempre a mesma. Toronto?! Mas porquê? Bem sei que há destinos muito mais interessantes e apelativos do que Toronto, mas depois de quatro viagens aos Estados Unidos da América, havia uma grande vontade de conhecer o país vizinho. E com um país tão grande para conhecer, nada como começar pela cidade “mais relevante” (que ainda por cima fica perto das Cataratas do Niágara, atração que estava na bucket list). Juntando a isso uma paixão por cidades, estava escolhido o destino e o 41º país visitado.

 

IMG_3343.jpg

Como ir

A TAP tem voos diretos, o que facilita bastante. Os horários poderiam ser melhores, mas os preços são razoáveis. Bem... Isto até perceber que ainda faltava juntar malas de porão e marcar lugar (porque a TAP, inteligentemente, atribui os piores lugares possíveis aos que não querem pagar o simpático extra). Mesmo assim, com os extras e no fim de contas, compensa ir com voo direto. Pelo menos não há chatices com possíveis atrasos e perdas de transferes.

 

Atenção que para viajar para o Canadá é preciso tratar primeiro do eTA (Eletronic Travel Autorization). Fácil de fazer e bastante intuitivo, só é preciso que seja feito com relativa antecedência para prevenir problemas.

 

Aeroporto->Cidade->Aeroporto

Ainda sou do tempo em que o transfer ficava logo reservado aquando da reserva na agência de viagens, facilitando a vida de todos. Porém, hoje em dia, a oferta é tanta na maioria dos locais (desde os transportes públicos aos privados como a Uber e semelhantes) que não é preciso estar a tratar disso com antecedência ou gastar um valor excessivo por esse serviço de transfer privado. Em Toronto não é exceção, e é muito fácil ir do aeroporto internacional de Toronto para o centro da cidade (Union Station).

O comboio UP Express é muito cómodo, barato e rápido, demorando apenas 25 minutos a fazer o trajeto. É possível comprar os bilhetes online, como fiz, com validade de um ano. 12,35 dólares canadianos por pessoa e trajeto.

O táxi ou Uber são também uma hipótese. Dependendo do tráfego, poderá demorar cerca de 40 minutos, com um preço de 50 dólares canadianos, já com gorjeta.

 

IMG_3817.jpg

Onde ficar

Depois de conhecer bem a cidade, há duas zonas que recomendo para ficar hospedado. Junto à Union Station (a principal estação de comboio da cidade) e a zona perto da Câmara Municipal, sendo que recomendo vivamente ficar perto da Union Station:

  • da Union Station há comboio expresso para o aeroporto;
  • fica perto da CN Tower, lago de Ontário, Ripley's Aquarium e ferry para as Toronto Island;
  • e fica a 15 minutos a pé da zona comercial;

 

Por norma fico em hotéis, no entanto, desde que me tornei pai, tenho vindo a dar mais valor aos apartamentos. Desta vez, mesmo sem filhos a viajar, optei por um magnífico apartamento junto à Union Station, com vista para o lago de Ontário, cidade e CN Tower. iHost Suites Ice Condo, na York Street, número 14. Reservei pelo booking.com, como faço sempre, e foi uma escolha mais do que acertada. Pelo preço bastante competitivo, pela comodidade de ter uma casa (com tudo o que isso implica, nomeadamente cozinha completa), pela excelente localização (com tudo à volta e um grande supermercado mesmo em frente) pelas bonitas vistas e pela simpatia e constante disponibilidade via telemóvel e e-mail do proprietário. Dificilmente se poderia escolher melhor.

 

O que visitar

Toronto não é uma cidade muito grande e é com bastante facilidade que se percorrem todos os pontos de interesse a pé. Mesmo assim, há diversas atrações que merecem a visita. Segue o meu Top. 

CN Tower

O ponto mais emblemático da cidade. E também o mais alto. A torre é a estrutura mais alta do mundo ocidental e os bilhetes para subir e ver as vistas podem ser comprados online (como fiz).

É possível subir ao observatório e até uma segunda localização onde há um bocado do chão que é em vidro, permitindo sentir uma adrenalina extra. Existe ainda uma terceira opção - subir ao SkyPod - o ponto mais alto possível (mais 30 andares do que o observatório). Eu escolhi o pacote completo, com o SkyPod, e o bilhete ficou em 60 dólares canadianos por pessoa. Mas se querem um conselho, vejam bem primeiro as fotos do SkyPod e ponderem, porque a meu ver não se justifica pagar o extra para subir ao SkyPod. O observatório é suficientemente bom.

Harbour e ferry para as Toronto Island

Estando pela zona da CN Tower, não deixem de ir até ao lago para contemplar a beleza do mesmo, as Toronto Island ao longe e, se o tempo o permitir (não foi o meu caso) poderão apanhar um ferry para as Toronto Island.

IMG_3443.jpg

CF Toronto Eaton Center

Para quem gosta de fazer compras, este é o local. Centro comercial, department stores, restaurantes… Há de tudo um pouco.

IMG_3523.jpg

Casa Loma

Dizem que é o único castelo com verdadeiras dimensões de castelo na América do Norte, mas acima de tudo é uma bonita casa, com uma história interessante, que apesar da distância do centro (nada que um Uber/táxi não resolva a questão) merece uma visita. Os bilhetes também podem ser comprados online.

 

 

IMG_3550.jpg

Museu Real de Ontário

Típico museu onde há um pouco de tudo, desde múmias a dinossauros. São mais de 6 milhões de objetos na coleção. Gostei, mas não me encheu as medidas.

 

Galeria de Arte de Ontário

Esta foi a minha atração preferida da cidade. Mais de 95 mil obras num espaço muito bonito e interessante. Destaque para a extensa coleção de arte canadiana e para as obras de pintores como Goya, Monet, Pissarro, Cézanne, Degas, Rembrandt, Picasso, Rubens, entre tantos outros.

 

IMG_3786.JPG

Cataratas do Niágara

Fazem parte do imaginário de todos e estavam na minha bucket list já há algum tempo. Toronto é das melhores cidades para partir em direção às cataratas. Ao contrário de Nova Iorque, que obriga a uma deslocação considerável e, normalmente, a passar uma noite junto às cataratas, de Toronto é fácil e rápido. Saindo de manhã, à tarde já se está de volta à cidade.

IMG_3708.jpg

Como ir

Existem muitas formas de ir de Toronto para as cataratas. Eu escolhi o comboio expresso e, no regresso, um misto de autocarro e comboio (para poder vir à hora que me dava mais jeito, caso contrário poderia voltar também de comboio expresso). Tudo reservado muito facilmente através da VIA Rail Canada. Não poderia ter sido mais fácil, simples, e tudo correu bem, sem quaisquer atrasos ou problemas. São 2 horas de comboio expresso e, no misto comboio/autocarro, são 3 horas de viagem. Saí às 08:20 de Toronto (Union Station) e cheguei às 10:16, o que me permitiu chegar antes da vaga de turistas. No regresso saí às 14:00 e cheguei a Toronto (Union Station) pelas 17:00. 

É preciso ter atenção que nem o comboio, nem o autocarro, vão ter diretamente às cataratas, mas sim à cidade. Depois é preciso apanhar autocarro, táxi, Uber ou até ir a pé. São cerca de 15 minutos de carro até às cataratas e no local é possível fazer compras, almoçar e fazer atividades, como descer às cataratas e observá-las por dentro. Algo que recomendo vivamente.

Chegando pelas 10:30 às cataratas, não é preciso mais do que 1 hora e meia para ver a atração e "entrar" nas cataratas, pelo que dá perfeitamente para sair ainda antes da hora de almoço.

 

IMG_3813.jpg

Suits

Para todos aqueles que gostam da série Suits, o prédio na 333 Bay Street é um local a não perder. Este é o prédio onde ficam os escritórios do Harvey Spector e companhia. Não é permitido fotografar lá dentro, mas nada que um “por favor por favor por favor por favor” não resulte.

 

IMG_3579.JPG

Câmara Municipal antiga

É provável que acabe por passar várias vezes à sua porta face à centralidade da Câmara, mas caso isso não aconteça, não deixe de a ver por fora. O edifício, para além de ser muito bonito, contrasta com a modernidade que o rodeia, dando ainda mais destaque ao mesmo.

 

IMG_3835.jpg

PATH

Toronto pode dividir-se em dois mundos. Um visível e um subterrâneo. Este, denominado de PATH, é composto por túneis subterrâneos pedonais, ligados entre si como uma rede de metro, com dezenas de quilómetros e centenas de lojas e restaurantes. O único problema é que é difícil para um turista guiar-se pelo PATH face à falta de placas e confusão do próprio sistema. Façam o download do mapa do PATH, escolham uma das muitas entradas (escolhi a do Eaton Center) e boa sorte.

 

IMG_3449.jpg

Chinatown

Gosto de visitar as Chinatowns das cidades onde vou, mas confesso que esta não me agradou em nada. Feia, suja e sem qualquer interesse. Valeu um doce numa pastelaria chinesa local e umas luvas que comprei numa loja...

IMG_3608.jpg

St James Cathedral

A caminho do Distillery District, não deixem de espreitar a Catedral de Toronto.

 

 

IMG_3617.jpg

Distillery District

É a versão canadiana da LX Factory lisboeta. Várias lojas, ateliers, cafés e restaurantes, tudo numa antiga zona industrial. Vale a pena a visita, principalmente se forem à hora de almoço.

 

St Lawrence Market

O principal mercado da cidade, com algumas lojas no andar inferior. Merece a visita essencialmente pelas lojas, onde dá para comprar os típicos souvenirs a preços mais interessantes.

 

IMG_8799.JPG

Yonge Street

Com, alegadamente, 86 km, esta é a maior rua do mundo. Mas tirando esse pormenor, não tem qualquer interesse.

 

Ripley’s Aquarium

Mesmo ao lado da CN Tower fica o aquário de Toronto. Não visitei, mas imagino que seja interessante.

 

Onde fazer compras

Ao contrário do que é normal, em Toronto as ruas não têm normalmente muito comércio. Pelo menos não têm aquele comércio a que estamos habituados. Presumo que por causa do PATH e do pouco movimento pedonal durante uma boa temporada (devido ao frio). Por isso se pretendem visitar lojas, recomendo o CF Toronto Eaton Center, o PATH e a Bloor Street.

 

Onde comer

Toronto não é uma meca de gastronomia, mas também não é uma cidade desinteressante a esse respeito. Para além das centenas de restaurantes existentes no PATH e CF Eaton Center, recomendo:

 

IMG_3356.jpg

Evviva – mesmo em frente ao iHost Suites Ice Condo fica o restaurante Evviva, Excelente sugestão para pequenos almoços reforçados.

Maman - para um pequeno almoço mais aproximado daquilo a que estamos habituados, e num ambiente muito bonito e produtos de qualidade, visitem o Maman

 

IMG_3542.jpg

La société - bom ambiente e serviço, boa comida e bom preço no menu de almoço.

Momofuku, Noodle Bar - do Chef David Chang, o Momofuku Noodle Bar em Toronto é O sítio a visitar para todos aqueles que gostam de comida japonesa, em particular de noodles e ramen. É tão bom que tive de regressar. Reservem com antecedência.

Milk Bar - da Chef Christina Tossi, o Milk Bar fica dentro do Momofuku e é uma perdição. Em estilo supermercado com cestos para encher, não percam as cookies, os bolos e os incríveis gelados. 

 

IMG_3787.jpg

UberEats - face às temperaturas negativas, a escolha para jantar foi fácil. Dezenas de escolhas para todos os gostos. E ficando no iHost Suites Ice Condo era muito fácil encomendar, com entrega à porta do apartamento. 

 

IMG_3605.jpg

Quanto tempo ficar

Fiquei em Toronto cinco dias, tendo um dia sido totalmente destinado para visitar as cataratas do Niágara. Os outros quatro foram mais do que suficientes para conhecer bem a cidade, pelo que sugiro quatro dias no total. Três dias em Toronto e um dia para ir às cataratas é mais do que suficiente.

 

IMG_3690.JPG

Quando ir

Presumo que todas as alturas sejam interessantes. No meu caso optei pelo Inverno com temperaturas bem negativas. Nem sempre era fácil andar na rua, mas nada que uma roupa própria não resolva. Teve a vantagem de conseguir preços mais interessantes, não ter de me cruzar com vagas de turistas e ainda desfrutar da beleza das Cataratas semi congeladas.

Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.