Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

We shall never forget

00.jpeg

 

Repost de 11 de Setembro de 2014, com pequenas alterações.

 

Faz hoje catorze anos, e parece que foi ontem. Lembro-me, praticamente na perfeição, do dia 11 de Setembro de 2001. Do que estava a fazer; do que almocei; do momento em que olhei para a televisão e vi o segundo avião a embater contra a torre; de olhar admirado para a minha mulher, na altura namorada; das pessoas a telefonarem-me; de me dizerem para não ir à rua; de mesmo assim ter saído porque precisava de ir comprar umas coisas à Papelaria Fernandes; das dúvidas sobre o que estava a acontecer; das teorias lançadas pelos jornalistas; do saltitar entre canais nacionais e internacionais para tentar saber mais; das sms trocadas; das horas passadas em frente à televisão; das lágrimas que chorei; da tristeza e incredulidade que senti.

 

01.jpeg

 

Recordo-me que, por diversas vezes, pensei que aquilo era mentira. Parecia demasiado mau para ser verdade. As torres a arder, as imagens do desespero de quem estava nas redondezas, as pessoas a saltar das janelas, as torres a desabar, as nuvens de destroços a percorrer quarteirões, as notícias de outros dois aviões que tinham caído, as previsões de milhares de mortes, o medo do que aconteceria a seguir...

 

02.jpeg

 

Não podia ser. Mas era verdade. Um mês depois de ter estado no topo das Twin Towers, elas desapareciam em direto e em poucas horas, juntamente com milhares de pessoas inocentes e heróis que tentavam salvar vidas.

 

03.jpeg

 

As fotografias que ilustram este post foram tiradas por mim, em Agosto de 2001. Um mês antes dos ataques. Foi um dos dias mais felizes que passei em Nova Iorque, pois queria muito cumprir o sonho de subir aos prédios mais altos do mundo. 

 

04.jpeg

 

Lembro-me, ironicamente, sentindo o abanar da torre com o vento, que comentei com o meu pai, no terraço de uma das torres, o que aconteceria se as torres caíssem por causa de um terramoto, imaginei eu. Ainda não me passava pela cabeça a ideia de que a maldade poderia ser tão grande. E recordo-me do meu pai dizer que elas não cairiam. Nem com um sismo. E eu concordei. Elas não cairiam.

 

05.jpeg

 

Catorze anos depois, é impossível não chorar neste dia, ou sempre que vejo imagens dos atentados, tal como faço agora, ao escrever este post. Por tristeza, raiva e, ainda, alguma incredulidade.

 

06.jpeg

 

O dia 11 de Setembro de 2001 mudou um pouco de todos nós.
 

"We shall never forget, we shall keep this day, we shall keep the events and the tears in our minds, our memory and our hearts and take them with us as we carry on!"