Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Vamos parar de fechar os olhos?

map-southsudan_pt-ebe18cbc13.jpg

 

Vamos direto ao assunto. Há milhões de pessoas a passar fome no mundo. Milhões de crianças. Estima-se que 795 milhões de pessoas não têm comida suficiente, e é por isso que a fome mata mais pessoas todos os anos do que o SIDA, a malária e a tuberculose combinadas. No entanto, a fome tem uma solução. E não é assim tão difícil.

 

1 em cada 7 crianças no mundo passa fome.

 

Mas sabiam que alimentar 1 criança durante 1 dia inteiro custa apenas € 0,40?

 

E sabiam que existem no mundo 2 mil milhões de utilizadores de smartphones? Ou seja, que o número de utilizadores de smartphones supera o número de crianças com fome por 20 a 1? Ou seja, que se todos os utilizadores de smartphones se unissem e dessem uma minúscula contribuição mensal deixava de haver crianças com fome no mundo?

 

Já pensou que se não tomar café 1 dia por mês, e usar esse dinheiro para fazer uma contribuição mensal de 40 cêntimos na app, estará a alimentar 1 criança durante 1 dia inteiro todos os meses?

 

Como? Através da app Share the meal, que colabora com o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas.

 

SSD_20140404_WFP-Giulio_dAdamo_720_4248.jpg

 

Já não é a primeira vez que escrevo sobre a Share the Meal (podem saber tudo aqui) e certamente não será a última. Porque é um projeto em que acreditamos e um projeto que apoiamos desde que foi criado em 2015.

 

Durante 2015 ajudámos a fornecer refeições às crianças das escolas do Lesoto.

 

No final de 2015, ajudámos a reunir refeições para 20 mil crianças sírias carenciadas do campo de refugiados de Zaatari durante um ano inteiro. 

 

Começámos 2016 a apoiar 2 mil mães e os seus bebés em Homs, na Síria, durante um ano inteiro.

 

A seguir, contribuímos para ajudar 1.400 crianças sírias de três a quatro anos que se encontravam refugiadas em Beirute.

 

1.500 crianças refugiadas sírias no Vale Bekaa do Líbano, a viver em condições terríveis, receberam também assistência alimentar durante um ano inteiro graças a esta app.

 

Ainda em 2016 fizemos parte do grupo que conseguiu angariar refeições escolares a 58 mil crianças no Malawi.

 

E em 2017 começámos a ajudar a alimentar 25 mil crianças nos Camarões.

 

No total, a Share the Meal partilhou até agora mais de 11 milhões de refeições desde 2015.

 

Como infelizmente continua a haver quem necessita da nossa ajuda, surgiu agora uma campanha de emergência.

 

A fome foi declarada no Sudão do Sul. Mais de metade da população necessita urgentemente de assistência alimentar, agrícola e nutricional. O objetivo é conseguir 1 milhão de refeições no menor espaço de tempo possível. 

 

Por mais que nos pareça impossível, podíamos ser nós a precisar desta ajuda. Podiam ser os nossos filhos a passar fome.

 

Vamos parar de fechar os olhos? A app é gratuita, e a doação não podia ser mais simples. 

 

Com €0,40 pode alimentar 1 criança durante 1 dia.

Com €2,80 alimenta 1 criança durante 1 semana.

Com €12,00 alimenta 1 criança durante 1 mês.

Com €36,00 alimenta 1 criança durante 3 meses.

Com €146,00 alimenta 1 criança durante 1 ano.

 

São estas as possibilidades de doação na app. Dê pelo menos €0,40. O que é que são 40 cêntimos?

E se puder, faça-o todos os meses. Bebe café? Então um dia por mês não beba um café e utilize esse dinheiro para alimentar uma criança durante um dia inteiro. Pode ser?

 

Obrigado.

Share the Meal (podem saber tudo aqui)

1 comentário

Comentar post