Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

The George - O pub inglês em Lisboa

IMG_2739.JPG

Análises.png

 

Mea culpa...

 

O The George, em Lisboa, faz-se anunciar como sendo "o primeiro pub verdadeiramente britânico de Lisboa". E eu pensei que não devia ser mesmo um pub, mas sim um restaurante normal com um "estilo pub". 

 

Mea culpa...

 

Principalmente, porque o The George afirma no seu site que é "um gastro pub, intimista, acolhedor e romântico, e está localizado na zona histórica da cidade de Lisboa, o Chiado, num edifício que dispõe de um vasto conjunto de arcaria pombalina, características estas únicas num pub". E eu acreditei.

 

Mea culpa...

  

Resultado? Convencido que ia a um restaurante de comida inglesa, com um estilo de pub, e com uma aura "intimista, acolhedora e romântica", decidi ir lá almoçar, juntamente com a minha mulher, o meu filho de 8 meses e os meus pais.

 

Mea culpa...

 

Afinal o The George é mesmo um pub. Sim, um pub a sério. E nada contra um pub. A ideia de haver um pub assim em Portugal até é gira, e o espaço é engraçado, mas não era o que estava à espera. O pub estava repleto de ingleses (e quando escrevo repleto, estou a referir-me a dezenas de ingleses de pé, sentados, encostados, a ocupar todos os metros quadrados disponíveis do restaurante, peço desculpa, do pub), todos bebiam cerveja como se não houvesse amanhã e televisões espalhadas por todos os cantos emitiam em direto um jogo da Premier League, aos altos berros. Mais uma vez, nada contra, mas não era o que queria ou esperava.

 

IMG_2740.JPG

 Foto segundos antes da enchente

Intimista? Acolhedor? Romântico? Talvez o facto de estar a dar um jogo de futebol não tenha ajudado, mas tantas televisões devem significar que estão sempre a transmitir jogos. Ou seja, que o ambiente deve ser sempre o mesmo, contrariando todos os adjetivos usados no site.

 

Como é óbvio, não demorei muito a perceber que aquele não era o espaço mais indicado para o que tinha pensado, muito menos para levar um bebé de 8 meses. Mas uma vez que já lá estávamos, decidimos ficar.

 

Mea culpa...

 

Em primeiro lugar, nota para o serviço: desleixado, lento e bastante medíocre. É evidente que ter a casa cheia de ingleses não ajuda, mas já deviam estar preparados para enchentes e contratar mais empregados. Ter de pedir quatro vezes uma cadeira para o meu filho não faz qualquer sentido.

 

Por outro lado, também não terem pratos às 12:30 é um pouco estranho, não é? Explicação: "na noite anterior servimos 50 doses e o Chef ainda não teve tempo de fazer mais"... A sério??

 

E pior do que tudo isto, o tabaco... O The George, aparentemente, tem uma zona para não fumadores e outra para fumadores. Mas a zona de fumadores é a faixa de mesas encostada à parede. O que quer dizer que na mesma sala, de pequenas dimensões, uma fila de mesas é para fumadores, e as outras não. Ou seja, toda a sala é para fumadores, porque não há nenhum extrator de fumo que consiga evitar que não se sinta o fumo em todo o restaurante.

 

É uma vergonha haver espaços assim (e é uma vergonha haver legislação que permita isto) e é uma vergonha ver empregados e insistir que as áreas estão devidamente divididas.

 

Mas passemos à comida.

 

IMG_2746.JPG

 

Ovos escoceses (€4,95) - ovo cozido e envolto em carne de porco picada e pão ralado, servido com molho tártaro. Para mim o melhor prato da refeição, mas se os ovos fossem servidos mal cozidos, estaríamos perante um prato perfeito.

 

IMG_2745.JPG

 

Pimentos Padrón (€3,95) - tipicamente ingleses (not!), deviam ter sido salteados com azeite e flor de sal, como anunciam, mas o sal nunca chegou a sair do saleiro.

 

IMG_2744.JPG

 

Aros de cebola (€4,15) - boa tempura de cerveja.

 

IMG_2748.JPG

 

Steak and ale pie (€10,45) - tarte de carne estufada com cerveja artesanal, cenoura, aipo, cebola, batatas fritas e salada - massa muito boa e carne agradável, com o aipo a ser o sabor predominante. 

 

IMG_2747.JPG

 

Fish and Chips (€12,45) - lombo de bacalhau fresco em tempura leve de cerveja artesanal com ervilhas, batatas fritas e molho tártaro - podia ser delicioso e memorável, mas para isso era fundamental que o bacalhau estivesse temperado. E não estava. Nem uma pitada de sal levou.

 

IMG_2749.JPG

 

Barriga de porco (€17,95) - barriga de porco cozinhada a baixa temperatura, puré de couve roxa, chutney de maçã, chips de batata doce e chalotas caramelizadas. A barriga até estava boa, mas só tinha a ganhar se a pele fosse estaladiça, e não completamente mole, como foi servida, acabando por ficar no prato. O mesmo se aplica às batatas. Deveriam ser crocantes, mas eram moles.

 

Em jeito de conclusão, não comi mal, mas não foi uma refeição memorável, por diversas razões lamentáveis.

4 comentários

Comentar post