Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Desperdício alimentar transformado em doces e chutneys

Continente.png

 

Isto não é publicidade, é apenas uma excelente ideia.

 

O Continente decidiu passar a aproveitar alguns produtos não vendidos que iam para lixo e transformá-los em doces e chutneys.

 

Há doce de tomate, abóbora e noz, tomate e manjericão, para além de chutney de pimento ou de cebola.

 

Não sei mais informações, mas fica a sugestão: oferecer uma percentagem da venda desses produtos a associações de solidariedade. Seria melhor ainda. Fim do desperdício e ajuda a quem mais precisa dela.

 

Fonte

Fumar em cima de botijas de gás

FullSizeRender.jpeg

 

Como se fumar já não fosse mau o suficiente, há quem tenha o prazer de o fazer em cima de botijas de gás. Sim, eu sei que parece mentira, mas deve ser a adrenalina de sentar o rabo em cima de algo que pode explodir graças ao que têm na boca que faz com que gostem tanto.

 

Já perdi as contas às vezes em que encontrei pessoas sentadas em cima das botijas de gás (perto de supermercados, de lojas ou de bombas de gasolina), apesar de todos os sinais existentes a proibir isso mesmo (em cima das botijas, nas paredes...).

 

IMG_8051.JPG

 

Mas a verdade é que a culpa não é exclusiva das pessoas. Então não é que há mentes brilhantes que se lembram de colocar um cinzeiro junto às botijas (ou o inverso)? É lógico que assim estão a atrair os fumadores...

 

Enfim, tão tristes são uns, como outros. Já eu só espero que aquilo nunca rebente quando for a passar. Já me basta a adrenalina de ter de passar ao lado!

O roubo de 2 cêntimos!

Imagem1.png

  

Há uns dias estava num Pingo Doce, à espera da minha vez para pagar, quando ouço o seguinte atrás de mim:

 

"Trouxeste o saco?", perguntou uma mulher.

"Qual saco?", replicou um homem.

"O saco das compras! Trouxeste?"

"Eu sei lá onde é que ele está!"

"Oh... Então tu não sabes que os sacos são pagos no Pingo Doce? Custam dois cêntimos! E agora, por tua causa, vamos ter de pagar dois cêntimos!"

 

Naquele instante, olhei para trás para ver quem estava a ter aquela conversa. Era um casal com cerca de cinquenta anos, ambos bem vestidos e ar cuidado. Bem sei que quem vê caras não vê corações, nem carteiras, mas pelo aspeto, não parecia que estivessem assim com tantas dificuldades que não pudessem pagar mais dois cêntimos. Nem os produtos que tinham no carrinho levavam a entender isso.

 

No entanto, como no poupar é que está o ganho, e nada como poupar dois cêntimos numa compra de supermercado, ignorei e voltei a olhar para a frente.

 

"Mas pronto, deixa estar, pagamos mais dois cêntimos.", continuou a mulher.

"Não é preciso!", exclamou o homem, num tom bastante satisfeito.

 

Surpreendido, olhei novamente para trás e vi

 

Supermercado do El Corte Inglés

DSC02164.JPG

 

Eu adoro o supermercado do El Corte Inglés e o Club del Gourmet. É dos poucos supermercados onde sei que encontrarei tudo aquilo que preciso, incluindo aqueles ingredientes ou produtos que não existem em mais lado nenhum.

 

No entanto existe um (grande) problema. Os preços. Nem tudo é mais caro do que nos outros supermercados. Muitos produtos até têm o mesmo preço dos praticados no Continente ou Pingo Doce, como as pastas dos dentes, por exemplo. Mas existem alguns produtos que são substancialmente mais caros. E não me digam que a qualidade dos produtos e os fornecedores são melhores ou de maior confiança. Nada disso. Existem produtos, da mesma marca e fornecedores, cujos preços, em comparação com outros supermercados, são incrivelmente superiores.

 

Tendo em conta o ambiente do supermercado, a localização e a variedade de produtos, eu até poderia aceitar preços mais caros. Mas comprar dois pimentos embalados no El Corte Inglés por €5,20, quando no Aldi posso comprar três pimentos por €0,99, é demais. Cinco vezes mais?! E esta diferença abismal verifica-se igualmente nas mangas de avião e abacates.

 

DSC02165.JPG

 

Se a comparação com o Aldi não é viável, visto este ser um supermercado hard discount, basta olhar para os preços nos outros supermercados, ou mesmo nas mercearias locais, onde a diferença não é tão grande mas chega a ser o dobro.

 

Mesmo assim, os produtos não ficam nas prateleiras, o que é muito bom sinal. Talvez a economia nacional esteja melhor do que aparenta.

 

Nota: Este post serve apenas como um desabafo contra a loucura de haver produtos cinco vezes mais caros do que nos outros supermercados. De modo algum recomendo não comprar produtos no Supermercado El Corte Inglés ou Club del Gourmet. Nunca o poderia fazer porque sou cliente habitual destes supermercados. Apenas faço uma seleção do que comprar.

Mania dos trocos


Não tem mais pequeno? Quem é que nunca ouviu esta frase? Se disse "eu", posso afirmar que tenho inveja de si. Quem me dera nunca ter ouvido "não tem mais pequeno?"

É óbvio que eu entendo que as funcionárias das lojas não têm mealheiros à Tio Patinhas e que, por vezes, faltam moedas para fazer os trocos. 

Mas se a conta é de €1,25, e nós damos uma nota de €20, não será que é porque não temos mais pequeno? Ou porque queremos destrocar a nota? Seja como for, não será porque não queremos/podemos dar "mais pequeno"?

Se todos sabemos disso, não se poderá omitir a pergunta, poupar tempo, e pedir logo umas moedinhas à colega da loja ao lado?

 

Agradecido.

{#emotions_dlg.blink}