Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

soentrenos

Poema ao Santo Drogon a pedir mais um leak... (Game of Thrones)

DRG.jpeg

 

Com eventuais spoilers do episódio 6 da 7ª temporada

 

Drogon, meu Santo,

Fofinho e querido,

Deves estar num pranto,

Mas sê meu amigo!

 

A HBO de Espanha, simpaticamente,

Decidiu o sexto episódio "leakar".

E agora o que eu queria realmente,

Era que tu me pudesses ajudar.

 

Eu sei que o Viserion,

Ups, spoiler, spoiler, spoiler...

Esquece Drogon, desculpa...

 

Já falei com a Daenerys,

E ela disse para me ajudares,

"Diz Dracarys, Dracarys",

E tu todos irias ameaçar.

 

Por isso, força nisso,

Quer dizer, fogo nisso,

E põe as asinhas a voar.

Obriga alguém a fazer leak do episódio 7,

Para que não tenha mais de esperar!

 

Amém

Quer dizer, Valar morghulis, ou qualquer coisa do género.

Final de Dexter (spoilers)

IMG_4594.JPG

 

Este post tem spoilers para quem não viu o final de Dexter.

 

Dexter foi uma das minhas séries preferidas e dificilmente sairá do top 10. É claro que não foi perfeita. Houve momentos claramente desnecessários, desenvolvimentos de personagens que não resultaram e histórias mal conseguidas. Mas, no geral, assistir às oito temporadas foi espetacular.

 

Por isto tudo estava à espera de um final que fosse tão grandioso como a série tinha sido. Pensei no que poderia acontecer várias vezes ao longo das temporadas e, para mim, só havia duas opções. Ou o Dark Passenger era descoberto e Dexter era preso, terminando a série com a sua execução ao mesmo tempo em que se ouvia um monólogo daqueles de nos deixar a chorar toda a noite; ou Dexter fugia com o filho e eventualmente com uma paixão (neste caso Hannah) e viviam felizes longe de tudo e todos, deixando a hipótese em aberto de Dexter continuar a matar no novo destino. Ou seja, um final fechado, com a execução de Dexter, ou um final aberto, com a fuga.

 

Porém, nada disso aconteceu. E porquê? Por falta de coragem dos argumentistas. Só pode ter sido isso. E porque é que escrevo sobre o final de Dexter em 2017? Porque apesar de não gostar de rever séries, decidi rever o último episódio de Dexter para ver se afinal aquilo era melhor do que me lembrava. Mas não. Infelizmente não.

 

Deb morreu e a sua personagem foi atirada para o mar, tendo um final igual ao dos assassinos mortos por Dexter (que maneira ingrata de tratar uma personagem como Deb), Dexter sobrevive miraculosamente a uma tempestade (a série poderia ter acabado com a tempestade e ficávamos a pensar no que teria acontecido - era menos mal), Dexter decide não ir com Hannah e o filho para a Argentina porque percebe o mal que lhes fez (depois de 8 temporadas em que nunca pensou muito nos outros) e decide abandonar tudo e todos fugindo para um sítio qualquer onde, supostamente, não fará mal a ninguém de que gosta.

 

Mas isto faz algum sentido? Só mesmo porque de facto dificilmente haveria maior castigo para Dexter, como defendem os argumentistas. Mas essa não é uma das hipóteses que me parece mais coerente.

 

Presumo que o Dark Passenger não tenha desaparecido e que tenha continuado a matar aqueles que no seu entender deviam morrer. Porque se a redenção foi total, e se Dexter passou a viver como um santo, então a decisão de abandonar o filho para o proteger é ainda mais ridícula. Podia ser um santo na Argentina.

 

Podia ter sido feito muito mais. E, por isso, gostava mesmo muito que decidissem fazer mais uma temporada para afinar algumas pontas (o que, pelas notícias, não está totalmente fora de hipótese).

 

Com Dexter a ir para a Argentina ter com a família, ou Dexter a continuar com o que sempre fez ao longo da série mas no seu exílio. Não precisava de ter um final fechado. Só precisava de ter um final que respeitasse mais as personagens.

Orange is the New Black - 4ª Temporada - Spoilers

orange.jpg

 

Atenção - Este post é sobre a série da Netflix Orange is the New Black, mais concretamente sobre os últimos episódios da 4ª temporada. Se ainda não viu a temporada até ao fim e não quer saber o que vai acontecer, então não leia este post. Fica o aviso.

 

--------------- Spoilers ---------------

 

Ao contrário de algumas críticas que já li, no geral até estava a gostar desta última temporada de Orange is the New Black:

- a Nicky regressou (se bem que estava na hora de ela deixar de vez as drogas);

- Uzu Aduba esteve genial, como sempre;

- tal como a Lolly;

- adorei a ascenção da Ruiz;

- e a queda do Healey;

- a storyline da Lorna;

- tal como a história da Judy King;

- a horta rendeu bons momentos;

- o Piscatella foi uma boa adição à série, e sinto que ainda terá muito mais para dar;

 

Mas a morte da Poussey estragou tudo...

enhanced-buzz-wide-14872-1403653347-7.jpg

 

Eu até entendo que matar um personagem querido do público é muito mais forte do que matar um desconhecido ou pouco importante, percebo que a morte da Poussey acabe por representar o "Black Lives Matter" e que a sua morte veio desencadear uma série de acontecimentos que começaram no último episódio.

 

Mas, mesmo assim, matar a Poussey?  A sério? Confesso que passei longos minutos à espera do momento em que se concluía que ela só estava desmaiada... E ainda por cima é morta pelo Bayley? Se a Jenji Kohan queria um momento What?, conseguiu com nota máxima. Mas, a meu ver, conseguiu também estragar uma temporada que ficará sempre ligada à triste morte da Poussey. Posso estar a exagerar, mas acho mesmo que foram demasiado longe. E acho que a série perde bastante com o desaparecimento da Poussey.

 

Pelo menos puseram a Poussey a sorrir diretamente para a câmara nos últimos segundos da temporada. Acabou por ser uma forma de homenagear a personagem e atriz, e despedirmo-nos da mesma vendo o seu sorriso.

 

Quanto ao que irá acontecer na nova temporada, estava-se mesmo a ver que a Dayanara ia arranjar algum problema. Acho que ela não vai disparar, apesar da pressão, mas ao mesmo tempo poderá ser uma forma de terminar com uma personagem que pouco ou nada tem acrescentado à série ultimamente. Para o ano saberemos. Espero pelo menos que a Jenji não se arme agora em "assassina de personagens preferidos", senão podemos começar a despedir-nos da Taystee...

 

Será também curioso ver como vai reagir Diaz (uma vez que nas notícias não disseram o nome de quem morreu e poderá pensar que foi a filha, podendo isso acabar por motivar um regresso à prisão), como vai Caputo sobreviver ao facto de ter defendido o Bayley, ou o que vai acontecer à Linda, uma vez que ela estava na casa de banho quando começou a confusão.

Spoilers falsos

Gosto muito de acompanhar séries de televisão, mas odeio spoilers. Prefiro ir descobrindo o que vai acontecer na história à medida que a série vai dando, e não saber como é que a temporada vai acabar, ou se a personagem x vai morrer. O mesmo acontece com filmes, livros, ou reality competitions.

 

Porém, por mais cuidados que se tenha, há sempre alguns parvos que decidem ilustrar as notícias com fotografias que dispensam qualquer texto, ou títulos onde, resumidamente, contam logo o que vai acontecer. Lembro-me de um dia estar a ver um site sobre televisão, olhar para o título de um post e ler um enorme spoiler sobre uma série que estava a acompanhar. Nem foi preciso abrir o post, bastou olhar para o título (algo difícil de não ver). Choveram críticas contra o site, este mudou o título, prometeu não voltar a fazer o mesmo, mas, semanas depois, voltou a repetir a brincadeira com outra série. O desejo de atrair novos visitantes era grande, mas penso que o tiro saiu pela culatra. Muitos devem ter feito como eu e nunca mais lá voltaram.

 

Também não me esqueço de um outro site que decidiu avançar com o nome do vencedor do Masterchef, semanas antes da final ser emitida, e a foto do post mostrava a cara da pessoa. Felizmente, conseguir fechar o site antes de perceber quem era.

 

Se os spoilers são maus, existe algo ainda pior. Os spoilers falsos, algo que nem pensava que pudesse existir. Mas existem. E são ainda mais estúpidos do que os spoilers normais.

 

Recentemente, terminou uma das melhores temporadas que deu neste período 2013/2014 - 24 LAD, que marcou o regresso de Jack Bauer à televisão. Como grande fã de 24, desde a sua primeira temporada há dez anos atrás, passei a temporada a tentar evitar todas as notícias sobre a série. No entanto, por erro meu, decidi ir ao imdb para confirmar qual era o dia de exibição do último episódio. E qual não foi a minha surpresa quando leio, junto ao dia de exibição do episódio, uma frase que dizia que uma das personagens principais ia morrer. Fiquei zangado, irritado, chateado e triste. Tudo o que eu não queria saber era o que é que ia acontecer. Se era para acontecer, então só queria saber ao ver o episódio.

 

Resultado? Passei todo o episódio sempre à espera da morte dessa personagem e, no fim, ela não morreu! O facto de ter ficado, até ao último segundo, à espera de algo que nunca aconteceria, prejudicou de tal forma o prazer que podia ter tido com aquele final, que nem a não morte da personagem me deixou animado.

 

Nada pior do que ficar a saber com antecedência o que vai acontecer, quando não se quer, e, no fim, ainda descobrir que tudo não passou de uma mera invenção...

{#emotions_dlg.blink}