Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Watt - o novo restaurante do Chef Kiko em Lisboa

IMG_5917.JPG

 

Chama-se Watt (e não What), fica na sede da EDP, no Cais do Sodré (daí o nome) e é dedicado à cozinha saudável e sustentável. Ali não entram fritos, refogados, gorduras ou açúcares refinados. Já os pratos cozinhados a vapor ou crus são bem recebidos.

 

 

O espaço é muito bonito (como todos os outros do Chef Kiko) com um estilo retro e industrial, que resulta na perfeição com a modernidade da sede da EDP onde está instalado. 

 

O Chef austríaco Martin Schreiner é quem está ao comando do restaurante, mas Kiko Martins não deixa de passar por lá, como aliás aconteceu no dia em que lá fomos. E é bem "visível" a criatividade e mão do Chef Kiko nos pratos.

 

Antes de passar à comida, destaque para o serviço simpático e atencioso. Algo normal nos restaurantes do Chef Kiko, mas que deve ser sempre destacado. 

Queria um almoço de borla em troca de um post, se faz favor.

img10.jpg

 

Quem anda atento sabe perfeitamente que não faltam por aí "bloggers" interessados em receber produtos, refeições e serviços à borla em troca de um post e partilhas nas redes sociais. Nada contra esta troca e "prestação de serviços", até porque nós, apesar de recusarmos a larga maioria de parcerias e ofertas de almoços/jantares, já aceitámos alguns convites em troca dos tais posts.

 

A diferença, pelo menos no que respeita ao Só entre nós, é que não prescindimos da imparcialidade (que ao contrário do que muitos julgam, é possível manter) e, por causa disso, já perdemos parcerias por dizermos o que nos apetecia e não o que eles queriam. E nunca andámos atrás de ninguém a pedir o que quer que fosse.

 

Já escrevi mais do que uma vez e repito. Este blog não tem como intuito render absolutamente nada. É apenas um passatempo. Se quisesse, e com a quantidade de propostas que já recebi, já podia ter ganho um dinheiro interessante. Mas não é isso que me/nos interessa.

 

Porém, e como referi, há quem se comporte ao contrário. E é essa parte que não concordo tanto. Bem sei que há quem queira tornar o blog num produto rentável. Deixar até de trabalhar para se dedicar totalmente ao blog. E, como tal, é preciso contactar marcas, empresas, restaurantes... Mas não consigo deixar de achar que fica mal andar a pedir algo. 

 

Ainda há uns tempos, apanhei um pedido no Facebook de um blogger português que queria o contacto do relações públicas de um restaurante da moda que tinha acabado de abrir. Dias depois, lá estava o post. Tudo perfeito, o melhor restaurante da cidade, região, país, continente, mundo.

 

Garret Byrne, Chef do restaurante Campagne em Kilkenny, fartou-se disto tudo e decidiu publicar no Twitter uma proposta de um blogger a pedir um almoço.

 

Muitos aplaudiram de pé, muitos criticaram a atitude do Chef. É que independentemente de tudo, todos sabemos como hoje em dia um post pode fazer milagres por um restaurante (ou o oposto). 

 

Fica portanto a questão. Terá agido bem? E faz sentido um blogger andar atrás de um chef para conseguir uma refeição grátis?

 

Aqui está o tweet com a proposta do blogger. 

01.png

 

Vamos estar em Kilkenny a 10 de outubro.

 

Em troca de uma refeição vegan para dois (gostaríamos de provar vários pratos do menu), teríamos todo o gosto em providenciar uma significativa visibilidade online nos nossos blogs e redes sociais:

- Entrada nos nossos posts "Guia vegan para a Irlanda e/ou Irlanda do Norte" com links e fotografias permanentes.

- Em muitos casos, também iremos escrever uma review completa e separada para o seu estabelecimento.

- Tweeting em direto, Facebook, Instagram enquanto visitamos o restaurante.

--------------------------------------

 

Uma coisa é certa. Não lhes falta lata para fazer o pedido.

Notícia

Menu de restaurante fine dining com insetos?

09.jpg

 

Há muito que se comenta que no futuro a nossa alimentação conterá, necessariamente, insetos. E que poderão ser os insetos a suprir a falta de alguns produtos e, talvez, acabar com a fome no mundo. Mas, para já, ainda estão longe dos nossos pratos (a não ser que caiam lá) e são poucos os restaurantes, fine dining ou "casuais", que se aventuram por estes meios.

 

Porém, o restaurante "Insetos no quintal" (nome espetacular) decidiu criar um menu centrado nos insetos. E não, aqui não vale a pena pedir um prato novo se encontrarem uma mosca lá dentro. Faz parte.

 

 

Vila Joya (2 estrelas Michelin) - Valeu a pena regressar ao Paraíso?

IMG_4328.JPG

 

Depois de termos visitado o Vila Joya em 2014 (na altura considerado como o 22º melhor restaurante do mundo pela “The World’s 50 Best Restaurants”) - post aqui - e de termos gostado tanto da experiência, estava na hora de regressar ao paraíso. Ou melhor - a casa.

 

 

7ª Visita ao magnífico Esporão, de Pedro Pena Bastos

IMG_3522.JPG

 

Pedro Pena Bastos ainda nem tem 30 anos e já apresenta um trabalho bem mais maduro e bem conseguido que muitos Chefs mais experientes, com 3 estrelas Michelin ou com lugares cimeiros na lista dos 50 World Best Restaurants. Como é que consegue? Não sei, mas se é preciso ir várias vezes a um restaurante para aferir com exatidão a qualidade do trabalho de um Chef e sua equipa, então considero que estamos mais do que habilitados a fazê-lo.

 

 

 

A eventual força de um post

Post.png

 

Ontem escrevi um post, que não queria escrever, sobre a minha má experiência no restaurante o Nobre no Campo Pequeno, da Chef Justa Nobre.

 

Em poucos minutos, começaram a aparecer comentários em todas as redes sociais e no blog. Todos a darem-me razão. A lamentar a falta de qualidade. O mau atendimento. O snobismo existente. Os preços excessivos face à qualidade apresentada. No fundo, a desilusão. E, aparentemente, não é algo recente. Há quem já tenha tido a mesma má experiência há uns anos.

 

As visualizações começaram a ganhar números incríveis e, em 24 horas, o blog foi visitado por 15 mil pessoas por causa do post. Repito, 15 mil num dia.

 

Escrevi o post sem o querer escrever, mas depois de tantas visitas, comentários, partilhas e agradecimentos pela "coragem", pelo trabalho, imparcialidade, e por chamar a atenção de algo que está mal, percebo que nunca mais devo hesitar. 

 

Não desejo o mal do restaurante, da equipa ou da Chef. Mas espero que este singelo blog consiga pelo menos mudar algo num restaurante que, em princípio, tinha tudo para ser ótimo, mas que está longe de o ser. Duvido que isso aconteça, mas nunca se sabe. 

O melhor restaurante do mundo é... português!!

IMG_1517.PNG

 

A conceituada revista Monocle elegeu o Bistro 100 Maneiras como o melhor restaurante do mundo. 

 

Parabéns ao Chef Ljubomir Stanisic e a toda a sua equipa. É um feito incrível! Segue a lista dos 10 melhores restaurantes do mundo segundo a Restaurant Awards 2017:

IMG_1518.PNG

 

IMG_1519.PNG

 

IMG_1520.PNG

 

IMG_1521.PNG