Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Desperdício alimentar transformado em doces e chutneys

Continente.png

 

Isto não é publicidade, é apenas uma excelente ideia.

 

O Continente decidiu passar a aproveitar alguns produtos não vendidos que iam para lixo e transformá-los em doces e chutneys.

 

Há doce de tomate, abóbora e noz, tomate e manjericão, para além de chutney de pimento ou de cebola.

 

Não sei mais informações, mas fica a sugestão: oferecer uma percentagem da venda desses produtos a associações de solidariedade. Seria melhor ainda. Fim do desperdício e ajuda a quem mais precisa dela.

 

Fonte

As pilhas NÃO são para o pilhão

IMG_1467.jpg

 

Decidido a depositar num pilhão todas as pilhas acumuladas nos últimos tempos, fui pelas ruas de Lisboa, com um saco cheio de pilhas na mão, em busca de um ecoponto com pilhão.

 

Assim que encontrei um, apercebi-me com tristeza que teria de colocar praticamente pilha a pilha por causa do tamanho dos orifícios existentes, e que por isso não sairia dali tão cedo. 

 

Descontente, mas certo de que estava a fazer o mais correto e o melhor pelo nosso ambiente, comecei a inserir uma pilha de cada vez. No entanto, o barulho feito pela queda das pilhas fez-me olhar para baixo. No chão, repousavam alegremente todas as pilhas que tinha posto. 

 

Aparentemente, o fundo do ecoponto estava furado/partido, pelo que apanhei as pilhas e segui caminho até encontrar novo ecoponto. Inacreditavelmente, o mesmo voltou a acontecer no segundo pilhão e as pilhas foram diretas para o chão.

 

Já sem saber se deveria rir ou chorar, continuei teimosamente até descobrir novo pilhão. Algumas centenas de metros depois, e convencido que à terceira seria de vez, comecei a colocar as pilhas. E, finalmente, estas não foram diretamente para o chão.

 

Durante apenas alguns segundos, pois após cerca de 15 pilhas ouvi um estrondo e lá foi o fundo do pilhão, espalhando-se todas as pilhas pelo chão.

 

Depois tudo isto, concluí que afinal os pilhões não servem para pôr pilhas e o saco de pilhas acabou dentro de um caixote do lixo normal.