Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Quer reservar uma mesa num restaurante através do nosso blog?

Logo Só entre nós novo.png

 

Quer reservar uma mesa num restaurante através do nosso blog? 

Confesse lá, quantas vezes já desejou isso mesmo?

Ah e tal, o The Fork e outros do género são muito bons, mas o melhor mesmo é ir ao "Só entre nós", ler um post sobre um restaurante e a seguir marcar uma mesa. Através do próprio blog, claro.

 

Foi a pensar em vocês que decidimos desenvolver um software bastante complexo, caro e sofisticado para implementar um novo serviço no blog chamado Reserva só entre nós.

 

 

Queria um almoço de borla em troca de um post, se faz favor.

img10.jpg

 

Quem anda atento sabe perfeitamente que não faltam por aí "bloggers" interessados em receber produtos, refeições e serviços à borla em troca de um post e partilhas nas redes sociais. Nada contra esta troca e "prestação de serviços", até porque nós, apesar de recusarmos a larga maioria de parcerias e ofertas de almoços/jantares, já aceitámos alguns convites em troca dos tais posts.

 

A diferença, pelo menos no que respeita ao Só entre nós, é que não prescindimos da imparcialidade (que ao contrário do que muitos julgam, é possível manter) e, por causa disso, já perdemos parcerias por dizermos o que nos apetecia e não o que eles queriam. E nunca andámos atrás de ninguém a pedir o que quer que fosse.

 

Já escrevi mais do que uma vez e repito. Este blog não tem como intuito render absolutamente nada. É apenas um passatempo. Se quisesse, e com a quantidade de propostas que já recebi, já podia ter ganho um dinheiro interessante. Mas não é isso que me/nos interessa.

 

Porém, e como referi, há quem se comporte ao contrário. E é essa parte que não concordo tanto. Bem sei que há quem queira tornar o blog num produto rentável. Deixar até de trabalhar para se dedicar totalmente ao blog. E, como tal, é preciso contactar marcas, empresas, restaurantes... Mas não consigo deixar de achar que fica mal andar a pedir algo. 

 

Ainda há uns tempos, apanhei um pedido no Facebook de um blogger português que queria o contacto do relações públicas de um restaurante da moda que tinha acabado de abrir. Dias depois, lá estava o post. Tudo perfeito, o melhor restaurante da cidade, região, país, continente, mundo.

 

Garret Byrne, Chef do restaurante Campagne em Kilkenny, fartou-se disto tudo e decidiu publicar no Twitter uma proposta de um blogger a pedir um almoço.

 

Muitos aplaudiram de pé, muitos criticaram a atitude do Chef. É que independentemente de tudo, todos sabemos como hoje em dia um post pode fazer milagres por um restaurante (ou o oposto). 

 

Fica portanto a questão. Terá agido bem? E faz sentido um blogger andar atrás de um chef para conseguir uma refeição grátis?

 

Aqui está o tweet com a proposta do blogger. 

01.png

 

Vamos estar em Kilkenny a 10 de outubro.

 

Em troca de uma refeição vegan para dois (gostaríamos de provar vários pratos do menu), teríamos todo o gosto em providenciar uma significativa visibilidade online nos nossos blogs e redes sociais:

- Entrada nos nossos posts "Guia vegan para a Irlanda e/ou Irlanda do Norte" com links e fotografias permanentes.

- Em muitos casos, também iremos escrever uma review completa e separada para o seu estabelecimento.

- Tweeting em direto, Facebook, Instagram enquanto visitamos o restaurante.

--------------------------------------

 

Uma coisa é certa. Não lhes falta lata para fazer o pedido.

Notícia

Fusão de blogs

Blogs.png

 

Os blogs Só entre nós e o Cisco Pisco passam a ser, a partir de hoje, um só. O que é que isso significa na prática?

 

O blog Cisco Pisco não será encerrado, uma vez que já lá foram publicadas perto de 300 casas e o blog poderá continuar assim a servir de inspiração para aqueles que entretanto o descobrirem.  

 

O blog Só entre nós passará a receber as magníficas casas e espaços bonitos que eram até hoje partilhados no Cisco Pisco.

 

Espero que gostem da mudança.

Transformação de uma padaria no Porto

 

 

Acompanhem esta transformação no blog Cisco Pisco. 

 

 

20633904_FALU5.jpeg

90 anos, mas tão moderna...

Nova casa no blog Cisco Pisco.

20633863_DAjP4.jpeg

 

600 mil visualizações

600.png

 

A eventual força de um post

Post.png

 

Ontem escrevi um post, que não queria escrever, sobre a minha má experiência no restaurante o Nobre no Campo Pequeno, da Chef Justa Nobre.

 

Em poucos minutos, começaram a aparecer comentários em todas as redes sociais e no blog. Todos a darem-me razão. A lamentar a falta de qualidade. O mau atendimento. O snobismo existente. Os preços excessivos face à qualidade apresentada. No fundo, a desilusão. E, aparentemente, não é algo recente. Há quem já tenha tido a mesma má experiência há uns anos.

 

As visualizações começaram a ganhar números incríveis e, em 24 horas, o blog foi visitado por 15 mil pessoas por causa do post. Repito, 15 mil num dia.

 

Escrevi o post sem o querer escrever, mas depois de tantas visitas, comentários, partilhas e agradecimentos pela "coragem", pelo trabalho, imparcialidade, e por chamar a atenção de algo que está mal, percebo que nunca mais devo hesitar. 

 

Não desejo o mal do restaurante, da equipa ou da Chef. Mas espero que este singelo blog consiga pelo menos mudar algo num restaurante que, em princípio, tinha tudo para ser ótimo, mas que está longe de o ser. Duvido que isso aconteça, mas nunca se sabe. 

Quadro da semana - Nova rubrica

À semelhança da minha querida mulher que tem uma rubrica todas as sextas feiras no blog Cisco Pisco, também o Só entre nós vai passar a ter uma rubrica semanal às sextas sobre uma das minhas maiores paixões - arte. Chama-se "Quadro da semana" e começa já hoje a seguir ao almoço. Espero que gostem. 

Ground Burger - Melhor hambúrguer 2016

Melhor Hambúrguer.png

 

Depois da melhor pizza de 2016, chegou a vez do melhor hambúrguer de 2016.

 

E o vencedor é o incrível Ground Burger em Lisboa.

 

Chili burger.png

 Chili burger

Quando eu quero comer um hambúrguer, quero encontrar um bom pão (nem maçudo, nem muito adocicado, nem artificial), boas batatas fritas (nem salgadas nem insossas, estaladiças e quentes), carne e restantes ingredientes de qualidade e excelentes combinações.

 

Muitas vezes, o que acontece é que há ótimos restaurantes que preenchem quase todos os requisitos, mas há um ou outro que falha. No Ground Burger não.

 

Cheese burger.png

Cheese burger

Juntem a isto tudo, um espaço agradável, empregados muito simpáticos e disponíveis e um ambiente bastante kids friendly.

 

Há muitos que se queixam do preço, mas tendo em conta o que se come, não vale a pena entrarmos em discussões ou comparações.

 

Bacon cheese burger.png

Bacon cheese burger 

Só entre nós, os hambúrgueres do Ground Burger foram os que conquistaram os nossos corações em 2016.

Forno d'Oro - Melhor pizza 2016

Melhor pizza.png

 

Continuando com os prémios Só entre nós 2016, hojé dia de pizzas.

 

Não faltam excelentes opções para comer ótimas pizzas, mas para nós há um restaurante que consegue destacar-se da maioria. O Forno d'Oro. As pizzas, genuinamente napolitanas, têm uma massa incrível e deliciosa, graças a um super exclusivo forno a lenha (construído no local), forrado a ouro (penso que só existem dois em todo o mundo) e à utilização de um fermento biológico e natural - feito com uma levedura mãe com a qual a massa das pizzas deve ser confecionada, como acontece há 11 gerações nas mais importantes pizzarias de Itália, de onde Tanka Sapkota trouxe a levedura mãe que usa no Forno d'Oro.

18623891_dhsZ4.jpeg

Uma das pizzas, com tomate San Marzano DOP, fiori di latte, morcela de Monchique e requeijão de ovelha. 

 

Se a massa é perfeita, os ingredientes não ficam atrás (graças à sua qualidade e sabor) nem as combinações criadas.

 

Para nós, em termos de pizzas não há dúvidas. Há muitas boas, mas as do Forno d'Oro foram as que mais se destacaram em 2016.