Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Restaurante da Herdade do Esporão - Onde está a estrela Michelin?

IMG_5933.JPG

 

Quem nos segue via Instagram já deve ter percebido que passámos recentemente pelo restaurante da Herdade do Esporão. Mas este surpreendente restaurante, que conquistou um lugar de destaque nos nossos restaurantes preferidos, merece muito mais do que uma referência no Instagram.

 

IMG_5967.JPG

 

Localizado dentro da enorme Herdade do Esporão, fundada em 1267 (sim, século XIII...), junto a Reguengos de Monsaraz (a aproximadamente 180km de Lisboa), o restaurante vai buscar inspiração à tão rica e tradicional gastronomia alentejana, e propõe uma Cozinha de Terroir, baseada em ingredientes naturais de elevada qualidade, sempre em constante evolução e harmonia com a passagem do tempo.

 

IMG_5938.JPG

 

A viagem aos sabores começa antes de se chegar ao restaurante, enquanto se passa pelas centenas de hectares de olival e vinha.

 

IMG_5944.JPG

 

O restaurante tem uma decoração simples e discreta, com algumas obras de arte interessantes,

 

IMG_5941.JPG

 

sendo o ponto alto a bonita paisagem que se avista pelas amplas janelas.

 

Com um serviço eficiente, humilde e simpático, dissemos que não à proposta de domingo do cozido de grão cozinhado no forno de lenha tradicional do restaurante, com a promessa de que voltaríamos noutro domingo para a experimentar, e optámos pela carta variada e interessante.

 

IMG_5942.JPG

 

Antes de nos serem servidos os pratos, houve lugar a um delicioso couvert composto por dois tipos de pão (pão alentejano e pão cozido com vinho tinto, nozes e amêndoas), manteiga de ovelha com azeitona e quatro maravilhosas qualidades de azeite da casa, ordenadas de acordo com a respetiva intensidade (€3,00 por pessoa).

 

IMG_5950.JPG

 

Para entrada, escolhi uns "Gnocci de batata, estufado de legumes e cogumelo" (€6,00), e é uma tremenda injustiça elogiar este prato, porque nunca conseguiria encontrar adjetivos que honrassem o seu sabor. E não, não estou a ser injusto. Os gnocci estavam absolutamente perfeitos, como nunca comi (e a anos luz do restaurante do Gordon Ramsay), tal como o molho. A fatia crocante de presunto por cima dava um toque final irrepreensível.

 

IMG_5949.JPG

 

Era difícil igualar esta entrada, mas a escolhida pela minha querida mulher também não ficou muito atrás. "Cappuccino de ervilha, cogumelos em pickle, espuma de presunto" (€4,50) A espuma de presunto era deliciosa, tal como o creme de ervilhas, com os sabores a ser muito bem conjugados entre si. O único defeito é que poderia ter vindo mais quente.

  

IMG_5952.JPG

 

Em seguida, a minha mulher optou pelo "Polvo na lenha com vinho tinto, batatas de coentrada" (€13,00), também designado por "O melhor polvo que alguma vez comi". E eu, que também provei (tinha de ser, depois de tantos elogios), confirmo. Também foi o melhor polvo que comi. E porquê? Porque o polvo é cozinhado lentamente em vinho tinto, durante longas horas, e depois grelhado no forno a lenha, o que dá um toque fumado e inesquecível ao polvo, que se derretia de tão tenro que era.

 

IMG_5954.JPG

 

Já eu, escolhi um dos melhores pratos de carne de que me lembro. "Porco preto confitado e grelhado, batatinhas, tomate seco, azeitonas" (no meu caso, e a pedido, veio sem azeitonas) (€18,00) E que maravilha que é este prato. O cachaço de porco preto é, inicialmente, confitado (cozinhado em azeite) durante 16 horas a uma temperatura de 80º C, depois é fumado no forno de lenha e, só depois de arrefecido e "descansado", é finalmente grelhado. Foram estas quatro etapas, que conferiram a este prato um lugar de destaque no meu coração.

 

IMG_5951.JPG

 

A acompanhar o prato de carne, foi-me sugerido um Syrah de 2010 (€5,80/copo), que combinou na perfeição.

 

IMG_5946.JPG

 

Por esta altura, tínhamos uma certeza e um receio. A certeza de que tínhamos descoberto um restaurante incrível e o receio de que as sobremesas viessem acalmar os ânimos. Mas não havia razões para receios, porque as sobremesas estiveram à altura.

 

IMG_5959.JPG

 

"Requeijão de ovelha fresco, abóbora manteiga, pinhões e sorbet de tangerina" (€6,00)

 

IMG_5958.JPG

 

"Cremaux de chocolate 70%, gelado de Magistra e pólen de abelha" (€7,50)

 

Excelente apresentação e sabores, sem quaisquer pontos negativos.

 

IMG_5961.JPG

 

A refeição terminou com a oferta de um cálice de vinho do Porto (da Quinta dos Murças) e duas mignardises.

 

IMG_5963.JPG

 

Em jeito de conclusão, a combinação de ingredientes de qualidade, com o forno de lenha tradicional, bom serviço, excelente vista e preços adequados e justos, faz da "Herdade do Esporão" uma aposta mais do que certeira, que merece várias visitas.

 

IMG_5964.JPG

 

Deixo só uma pergunta e resposta: Que mais é que é preciso para ser atribuída uma estrela Michelin? Absolutamente nada. Espero que o reconhecimento, tão merecido, chegue com o próximo guia, pois a experiência proporcionada pelo restaurante da Herdade do Esporão não fica nada atrás da proporcionada pelo L'and (análise aqui) ou Eleven (análise aqui), só para dar dois exemplos.

4 comentários

Comentar post