Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Restaurante Come Prima, em Lisboa

fotografia 2 (2).JPG

 

A convite do Chef Tanka Sapkota, o simpático Chef do maravilhoso restaurante Forno d'Oro, onde são servidas as melhores pizzas de Lisboa (e sobre o qual já escrevi aqui e aqui), fomos ao seu restautante Come Prima (situado no alto da Rua do Olival, perto do Museu Nacional de Arte Antiga). 

 

O convite tinha dois objetivos. Conhecer os pratos da nova carta e celebrar o facto de ser o único restaurante em Portugal a ter 3 distinções internacionais:

fotografia 1.JPG

 

- o certificado da Asssociazione Verace Pizza Napoletana, considerada por muitos como a estrela Michelin das pizzas (e sobre o qual escrevi aqui, aquando da entrega deste mesmo prémio ao restaurante Forno d'Oro);

- o prémio Ospitalità Italiana, entregue pelo Governo de Itália;

- e a distinção de Excelência Italiana, entregue pelo Eccellenze Italiane, prémio agora recebido.

fotografia 2 (5).JPG

 

É impressionante que o restaurante já tenha recebido tamanhas distinções, mas não era precisa nenhuma distinção para saber que o que iria ser servido no Come Prima seria delicioso. Tanka Sapkota pode ser Nepalês, mas cozinha como um verdadeiro italiano.

fotografia 3 (5).JPG

 

Chegados ao restaurante, fomos recebidos com um Prosecco, ao qual se seguiu, já na mesa, uma bruschetta com tomate e manjericão. Excelente sabor e texturas.

 

fotografia 2 (8).JPG

 

Seguiu-se uma Impepata di coze de Lagos, ou seja, um "salpicado" de mexilhões de Lagos, ligeiramente picante e muito agradável. Para acompanhar, um Quinta dos Carvalhais Encruzados Branco de 2014.

 

fotografia 3 (7).JPG

  

Depois da Impepata, um saboroso spaghetti nero di seppia com gambas do Algarve, percebes das Berlengas, tomates cherry e limão,

fotografia 1 (9).JPG

  

Seguido de ravioli com santola, batata e queijo cabra abafado da Serra de Serpa. Para acompanhar, Vinha Grande Branco Douro 2014.

 

fotografia 3 (8).JPG

 

Antes da sobremesa, foi servido o prato da noite. Rigatoni com ragu de porco preto alentejano de bolota, cozinhado a baixa temperatura, com tomate, ervas frescas e queijo cabra abafado da Serra de Serpa. Muitíssimo bem cozinhado, sobressaindo os excelentes temperos. Para acompanhar, mais uma escolha acertada no que toca a vinhos - Quinta da Leda Douro 2013.

 

fotografia 2 (3).JPG

 

Passando então à sobremesa, não poderia faltar o tiramisù, com biscoitos Savoiardi embebidos em café e entremeados por um creme à base de queijo mascarpone e cacau. Excelente final, com destaque para a acidez do fisális que resultou muito bem em contraste com o doce. A acompanhar, um copo de Abafado vinho licoroso.

 

Após um excelente jantar, seguiu-se um sentido discurso do Chef Tanka, em que manifestou orgulho no trabalho realizado, valorizou os produtos portugueses e confessou que a sua alma é portuguesa.

fotografia 1 (5).JPG

 

Nota final para o espaço, muito agradável e bonito, e para o serviço simpático e eficiente.

 

fotografia 4 (4).JPG

 

Muito obrigado pelo convite e parabéns pelo trabalho, Chef. Voltaremos para provar os restantes pratos.

1 comentário

Comentar post