Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

soentrenos

Restaurante Areias do Seixo, Food by heart

image.jpeg

 

Análises.png

 

Aos 29 anos Leonardo Pereira decidiu regressar a Portugal, aceitando o desafio de ser Chef do restaurante do hotel Areias do Seixo, perto de Torres Vedras. Tinha saudades de cozinhar com os ingredientes portugueses e trouxe consigo 10 anos de experiência no estrangeiro, tendo passado por Dublin, Londres e Copenhaga, onde durante mais de 4 anos trabalhou no Noma, considerado um dos melhores restaurantes do mundo.

 

image.jpeg

 

A vivência no Noma reflete-se na sua cozinha - saudável e natural, onde se cozinha com o que a terra dá em cada estação, ou não tivesse Leonardo, à porta da cozinha, uma horta onde cultiva os vegetais, legumes e ervas que depois utiliza nos seus pratos, mais duas estufas e um galinheiro.

 

image.jpeg

  

O hotel, onde se encontra o restaurante, está virado para o mar, segue os princípios do turismo sustentável, e apresenta uma decoração bastante interessante e zen, pecando apenas nalguns pormenores decorativos (no restaurante) que seriam desnecessários.

 

image.jpeg

 

Mas passando à comida, fomos de mente aberta para provar uma cozinha diferente e (ainda) um pouco desconhecida dos portugueses, com recurso a alguns ingredientes e técnicas pouco familiares.

 

Perante a oferta de escolha entre um menu de degustação e a carta, e o facto de termos levado o nosso bebé, escolhemos a carta para não nos demorarmos muito.

 

A refeição começou então com duas ofertas do Chef:

 

image.jpeg

 

Tartelete de cenoura e acelgas - servida morna, o contraste entre a doçura da cenoura e a "agressividade" das acelgas era muito agradável.

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

Inhame e cogumelos - magnífica apresentação e sabor ainda melhor. Extra estaladiço, era um "prato" que só apetecia pedir para repetir.

 

image.jpeg

 

Seguiu-se o couvert, com um pão feito no forno de lenha do restaurante, manteiga e azeite de Rio Maior. O pão era muito bom, tal como o azeite e a manteiga... Bem, a manteiga não foi consensual. E porquê? Porque esta manteiga tem por base uma cultura láctea (viili) produzida no próprio restaurante, que lhe confere um sabor... estranho. Mesmo assim, não sobrou muita manteiga.

 

image.jpeg

 

Para entrada escolhemos "Rabanetes e folhas estufadas" (€14,00), regadas à mesa com manteiga de ovelha pelo próprio Chef Leonardo Pereira. E aqui, posso dizer que fui ao céu e regressei. Quem me viu e quem me vê... Se me dissessem há uns anos atrás que ia ficar tão extasiado com uma "salada", não acreditaria, mas este prato era muito mais do que uma salada. Ok, era uma salada, regada com manteiga... Mas era deliciosa. O contraste dos sabores, das texturas, das cores e feitios dos rabanetes, das temperaturas... Um dos melhores pratos que comi nos últimos tempos.

 

image.jpeg

 

Em seguida veio uma "Dourada, tupinambo e avelã" (€25,00). Mais uma vez, nunca diria que ia gostar de peixe com avelã, mas gostei. E muito. Único defeito para o ponto da dourada, que, na minha modesta opinião, passou um pouco do pretendido.

 

image.jpeg

 

Para terminar "Abóbora assada, tangerina e passas de uva"

 

image.jpeg

 

E "Figos, gelado de folha de figueira e queijo de São Miguel", ambas a €12,00.

 

Se a abóbora assada estava boa, os figos com o gelado de folha de figueira (!) estavam divinais, com o excelente contraste do intenso queijo de São Miguel.

 

Não são pratos nem conjugações de sabores consensuais, sei bem disso, mas para mim foi uma refeição muitíssimo boa.

 

image.jpeg

 

O único ponto negativo, que não o é totalmente, foi o serviço. Apesar de ter sido do mais simpático que possa haver, não combinava em nada nem com o estilo do restaurante nem com o hotel... É mau estar a queixar-me de um serviço onde não faltou simpatia, mas faz sentido que os empregados fiquem encostados às nossas cadeiras, a falar e fazer perguntas sem parar, não nos deixando comer à vontade?

 

Confesso que não gosto disso em lado nenhum, e muito menos num restaurante onde nunca estaria à espera de tal. Quero um serviço simpático e atencioso, mas não quero que estejam sempre em cima de mim e a fazer perguntas.

 

Pontuação de 0 a 10

Cozinha (50%) - 9

Serviço (25%) - 7,5

Ambiente (25%) - 8,5

Pontuação final - 8,5

3 comentários

Comentar post