Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Restaurante A casa do avô, Guia

 

A ida ao restaurante "A casa do avô" não estava nos nossos planos, não sabíamos do certificado de excelência 2013 do Tripadvisor, nem do facto de ser um dos restaurantes portugueses presente nos Michelin Bib Gourmand 2013. Entrámos, apenas, porque os restaurantes onde tínhamos pensado ir estavam fechados, a fome já apertava, e a minha querida mulher tinha lido algures uma crítica positiva. 

 

A entrada no restaurante não foi a mais promissora. Não havia um único cliente, nem empregado. Aguardámos um pouco, enquanto tentávamos ler a ementa, até que apareceu um senhor que, pelo que percebi, era o responsável pelo restaurante.

 

 

Educado e atencioso, recomendou-nos uma mesa na agradável zona exterior, igualmente vazia, e recomendou-nos que optássemos pelo menu avô (€19,90 por pessoa), composto por um buffet de entradas, um prato principal e uma sobremesa, o que fizemos.

 

 

Começando pelo buffet de entradas, existem poucas críticas a colocar. A variedade era enorme, desde marisco a queijos, sopa, fritos, enchidos, legumes, saladas, entre tantas outras coisas. É claro que a oferta era grande, porque éramos os únicos no restaurante, mas o que importa é que gostámos de tudo o que provámos.

 

Finda a passagem pelo buffet, foram servidos os pratos principais e começaram os problemas. Escolhi um bife com um molho de queijo e a minha mulher um frango assado. Ora se o meu bife estava salgado e era banal e desinteressante, o frango da minha mulher só podia ser comido com sacrifício. Assado, só se fosse no nome. O frango estava cozido e, no máximo, o que tinha era um aroma a grelha.

 

As sobremesas, infelizmente, seguiram a falta de interesse e qualidade dos pratos principais. Notou-se que havia uma vontade de modernizar e apresentar pratos como se tivessem sido elaborados por grandes Chefs, porém, antes disso, o mais importante é apresentar bons produtos. E isso, o restaurante não conseguiu.

 

Resumindo, nem sempre os prémios são significado de qualidade, e a simpatia do funcionário transforma uma comida desinteressante e vulgar numa experiência positiva. A ida ao restaurante A casa do avô valeu, somente, pelo sossego e pelo buffet de entradas, com uma conta demasiado elevada para a qualidade apresentada.

{#emotions_dlg.blink}