Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Só entre nós

Só entre nós é um blog para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, aquilo de que gostamos ou não, sobre bons e maus momentos, restaurantes fantásticos, viagens fabulosas ou nem tanto... No fundo, sobre tudo.

Primeiro prémio do Euromilhões? Não, obrigado!

euromilhoes.jpg

 

Desde há uns anos que meio mundo sonha todas as semanas com o primeiro prémio do Euromilhões. 15 milhões já é um sonho para qualquer um, mas o prémio é, muitas vezes, bem superior. Como o que recentemente saiu em Portugal, de 190 milhões. 

 

No entanto, existem aqueles que jogam, mas que não querem saber dos prémios ganhos. Sim, é verdade. Sabiam que houve um prémio de 80 milhões de euros que não foi reclamado no Reino Unido?

 

Claro que a pessoa pode ter perdido o boletim, ou deixado dentro do bolso das calças que foi a lavar. Mas, cá para mim, essa pessoa decidiu que não queria o dinheiro. Há sempre quem seja do contra, e essa pessoa deve fazer parte desse grupo.

 

Ora deixa cá ver a chave. 15, 25... Espera aí? Mas eu tenho os cinco números e duas estrelas! E isso dá quanto? 80 milhões? Ah, isso é demais. Não quero.

 

Porque se não foi isso, não consigo entender o porquê de não terem reclamado o prémio. Todos nós temos uma ideia da chave que preenchemos. E se eu visse que a chave vencedora era remotamente parecida com a minha, podia revirar a cidade inteira, mas ia encontrar o boletim. Mesmo que não fizesse a mínima ideia dos números que tinha escolhido, só a possibilidade de poder ter ganho uns bons milhões era mais do que suficiente para me fazer andar à procura do boletim por todo o lado.

 

E se o papel do Euromilhões tivesse ido para a máquina de lavar, recolhia todos os bocadinhos e levava à Santa Casa. Sabiam que em Espanha existe um departamento que passa os dias a reconstruir boletins para verificar se há prémios? É capaz de haver a mesma coisa em Portugal...

 

Também há a hipótese da pessoa ter morrido e de ninguém se ter lembrado de ir ver à carteira se havia algum boletim de Euromilhões preenchido pelo morto (um dos dez passos a cumprir pós morte de alguém).

 

No entanto, e seja como for, eu continuo a achar que isto é gente que não quer saber dos prémios. Em Portugal também houve uma situação semelhante. Houve alguém que jogou no Totoloto e preencheu o quadradinho do Joker. Conclusão? 13 milhões pelo Joker. E o que é que aconteceu? Prémio não reclamado.

 

Não me venham dizer que a pessoa nunca mais se lembrou de ir ver o Joker e só se interessou com a chave do Totoloto. Porque isso só corrobora a minha teoria. A pessoa não queria saber do prémio. Porque se quisesse, de certeza que não se esquecia da cruz no Joker. 

 

Se pensam que isto são casos isolados, estão muito enganados. São milhares os prémios reclamados a nível europeu e nacional, somando largos milhões de euros não desejados.

 

Por isso, tenho uma sugestão. Se alguém estiver a ler este post, e tiver um prémio para reclamar, mas for do contra, pode enviar-me um mail que eu faço o sacrifício de ficar com o prémio.

 

E prometo que fica só entre nós!

2 comentários

Comentar post