Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Musée d'Orsay, Paris

 

O Musée d'Orsay, em Paris, é um dos meus museus preferidos. Não só por causa da incrível coleção de pinturas impressionistas (expressão artística que adoro), mas também pelo próprio museu, que também uma verdadeira obra de arte.

 

 

O museu encontra-se instalado numa estação de comboios desactivada (estação de Orsay), o que lhe atribui uma beleza especial e diferente dos outros museus, graças à sua arquitectura exterior, átrio principal e relógio.

 

 

Com uma colecção de arte que data de 1848 a 1914, e que, no seu conjunto, corresponde à maior colecção de obras impressionistas e pós-impressionistas no mundo, o Musée d'Orsay tem uma média actual anual de visitantes superior a 3 milhões, o que se compreende facilmente já que estão expostas diversas obras mundialmente conhecidas de Van Gogh, Degas, Renoir, Odilon Redon, Monet, Cézanne ou Maurice Denis.

 

 

Destaque especial para "Almoço no campo", de Édouard Manet, "Noite estrelada sobre o rio Ródano", de Van Gogh ou para o "O baile no moulin de la Galette", de Pierre-August Renoir, entre tantos outros fantásticos quadros, bem como para o fantástico relógio de Victor Laloux que domina o átrio central.

 

 

Só entre nós, este é, sem dúvida, um museu a revisitar numa próxima viagem a Paris.

{#emotions_dlg.blink}

7 comentários

Comentar post