Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Medo de andar de UBER...

hd_shareimage.png

 

Há umas semanas recebi uns clientes estrangeiros e, para nos deslocarmos em Lisboa, decidi chamar um UBER. Para meu espanto, assim que perceberam o que estava a fazer, perguntaram-me logo:

"E é seguro?"

"E como é que sabes que é um UBER?"

"Mas o carro não está sinalizado?"

"Não é perigoso?"

 

Com calma, tentei explicar-lhes que era seguro, que usava frequentemente e nunca tinha tido problemas, que o eventual perigo era igual ao de andar de táxi, que sabíamos qual era o carro pela matrícula...

 

"E as notícias das clientes UBER que foram violadas no estrangeiro?", interromperam-me. 

 

Uma vez que éramos três homens, respirei fundo e tentei não rir...

 

Quando o carro chegou:

"É este mesmo?"

"Tens a certeza?"

"E se estamos a entrar no carro errado?"

 

Cada vez mais admirado com aquela reação, perguntei se não tinham UBER no país deles e eles explicaram-me que tinha sido proibido. E por isso tinham muito medo de andar num UBER. 

 

Depois de estarem mais calmos, lá seguimos viagem. Pensei que estava tudo resolvido mas no regresso voltaram os mesmos receios e perguntas.

 

Confesso que fiquei bastante surpreendido com aquela atitude, até porque são homens novos na casa dos 30 e utilizadores das novas tecnologias. Mas a verdade é que aprendi a lição. Não volto a chamar um Uber com estrangeiros sem primeiro perguntar se não se importam de viajar num.

4 comentários

Comentar post