Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Está na altura de ir mais longe

Dia-del-tabaco1.jpg

 

Salvo exceções, a lei proíbe o fumo em espaços públicos fechados. Porém, é necessário dar um passo em frente rumo ao bem-estar e saúde dos cidadãos, em vez de se ter medo da queda no lucro gerado pelo imposto sobre o tabaco recebido pelo Estado.

 

O tabaco deveria ser proibido, sem exceções, em qualquer local público. No fundo, estar-se-ia a aplicar a velha máxima de que todos temos direitos, desde que não afetem os direitos dos outros. E se todos têm o direito a matar-se diariamente com o tabaco, os outros também tem o direito (bem mais relevante) de não quererem ser mortos pelo fumo dos outros.

 

Daí que considere que o tabaco só deveria ser permitido em locais especificamente criados para o efeito, ou então dentro de casa de cada um, ou local de acesso privado.

 

E não, não estou a exagerar, nem estou a ser mais papista do que o Papa. O tabaco também deveria ser proibido na rua. Essencialmente, porque o fumo, mesmo que em pequenas quantidades, incomoda muitas pessoas. Mas também por causa do ambiente. Já viram a quantidade de beatas que invadem passeios, estradas e sarjetas? 

 

E o fumo nas estações de autocarro, ou comboio? E o fumo nos estádios de futebol, onde não há por onde fugir, e tem de se levar com fumo durante noventa minutos? E o fumo nas esplanadas, impedindo aqueles que se incomodam com o fumo de usufruir dos espaços ao ar livre? E o fumo de quem está à porta de um estabelecimento, "só a terminar o cigarrinho", e que acaba por entrar e impregnar o estabelecimento?

 

O tabaco faz mal, ponto final. E, por isso, deveria ser proibido em todos os locais públicos. Só é pena a saúde ser a menor das preocupações de quem governa.

2 comentários

Comentar post