Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Espécie de vizinhos - Coitadinhos do rés-do-chão

Coitadinhos.png

 

Também chamados por chorões, os coitadinhos do rés-do-chão são... uns coitadinhos. Estou farto de ver água a pingar da roupa das cordas dos andares de cima, apesar de estar a chover! Não posso vestir o meu fato de banho e mostrar as banhas, porque não há privacidade! Qualquer dia cai-me uma mola na cabeça, mas deixa cá apanhar esta que há dez anos que não tenho de comprar molas! Morro de medo que um gang violento suba os muros do terraço! O hall de entrada da minha casa é o mais sujo de todos, porque os vizinhos passam todos aqui à frente! As portas da garagem fazem muito barulho a fechar! A porta da rua faz muito barulho a fechar! A porta do elevador chia muito a fechar! Mi mi mi mi, mi mi mi mi, sou um coitadinho.

 

O síndrome de Kalimero destes espécimes não tem igual e a quantidade de lamechice não conhece limites, levando o não tratamento dos espécimes a afogamentos por tanto choro.

 

O pormenor mais curioso desta espécie de vizinhos, é que estudos internacionais revelam que todos estes espécimes sabiam que a casa que iam comprar ficava num rés-do-chão e, consequentemente, só não sabiam que iam ser sujeitos às situações de que se queixam se fossem pouco inteligentes.

 

A melhor forma de tratar os membros desta espécie, conforme testes realizados nos últimos anos, passa pela instalação nas janelas das suas casas de fotos com vistas do sétimo andar.

 

Mais espécies de vizinhos, aqui.

5 comentários

Comentar post