Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

soentrenos

Eleven, Lisboa - 2ª visita

IMG_7404.jpg

 

Depois de termos ficado tão impressionados com a nossa visita ao restaurante Eleven, em Lisboa, detentor de uma merecidíssima estrela Michelin (podem ler a crítica aqui), não podíamos deixar de regressar.

 

E, passando de imediato para a conclusão, tínhamos toda a razão em regressar. O restaurante Eleven é, para nós, um dos melhores restaurantes de Lisboa, e a segunda visita só veio a reforçar esta afirmação. O espaço é agradável e elegante, a vista maravilhosa, o serviço simpático e atencioso, e a comida é deliciosa e muito superior à servida em diversos restaurantes com preços mais elevados.

 

Nesta segunda visita, almoçámos no segundo andar do restaurante, por causa de problemas com o ar condicionado na sala principal, o que em nada prejudicou a refeição. Pelo contrário, pois a vista é igualmente fantástica.

 

IMG_7406.jpg

 

Se, da outra vez, optámos pelo Menu Eleven, desta vez, e como era um almoço durante a semana, decidimos escolher o menu executivo - €31,50 por pessoa - preço mais do que justo para a quantidade/qualidade servida. Aliás, em termos de relação preço/qualidade, não me lembro de nenhum outro restaurante onde, por pouco mais de €30, consiga comer assim tão bem.

 

IMG_7407.jpg

 

O menu executivo começou com o já conhecido couvert - 4 variedades de pão e manteiga artesanal - boa seleção de pão e manteiga a saber a verdadeira manteiga (o que nem sempre acontece...).

 

IMG_7408.jpg

 

Em seguida foi servido um aperitivo do Chef - "Filete de cavala fumada, puré de salicórnia e terra de choco". Como disse a minha mulher, se lesse aquele prato na ementa, provavelmente não o escolheria. Mas a verdade é que era surpreendentemente bom. E isso é algo habitual no Eleven - sermos agradavelmente surpreendidos. Tudo fazia sentido e combinava na perfeição. E como isso é bom...

 

Passando às entradas, ambas estavam boas, mas ambas deixaram algo a desejar.

 

IMG_7409.jpg

 

No caso da minha mulher, a "Sopa de melão, presunto e tomilho" era saborosa e fresca, como o tempo atual exige, mas parecia mais uma sobremesa do que uma entrada, atenta a sua doçura, que acabou também por enjoar ligeiramente.

 

IMG_7410.jpg

 

No meu caso, as "Lulas braseadas com horta de Verão", não passava de uma (boa) salada, cuja vinagrete, demasiado intensa, abafou as lulas (que eram para ser peixinhos crocantes, mas foram substituídos à última hora).

 

Depois das entradas, vieram os pratos principais, e aí tudo voltou a ficar maravilhoso. Pratos verdadeiramente perfeitos, onde pouco há a escrever.

 

IMG_7411.jpg

 

"Peixe galo com couscous de couve-flor e espuma de carabineiro" - Peixe delicioso e no ponto, couscous de couve-flor de comer e chorar por mais e a espuma a conferir ao prato um sabor muito interessante. 

 

IMG_7412.jpg

 

"Presa Ibérica confitada com migas de coentros" - Quando a carne se desfaz com um simples toque do garfo, o que é que se pode dizer? Só me lembro de "Temos de cá voltar outra vez!!"

 

Para sobremesa, veio o ponto alto da refeição e, arrisco-me a escrever, um dos pontos mais altos no que respeita a sobremesas que provámos, a trazer boas lembranças do igualmente estrelado "Roca Moo", em Barcelona (podem ler a crítica aqui).

 

IMG_7413.jpg

 

O nome - "Ananás e coco" - é demasiado simples para a complexidade desta sobremesa - gelado de manga, crumble, pequenos suspiros, framboesas e uma esfera de coco, recheada com ananás cozinhado. Se o gelado de manga era divinal (sabem quando o gelado sabe mesmo à fruta e não passa de um mero aroma?) a esfera de coco, suave e delicada, com o ananás no seu interior, acompanhada pelas framboesas, suspiros crocantes e crumble era qualquer coisa do outro mundo... Absolutamente incrível!

 

IMG_7414.jpg

 

Por fim, e para acabar em beleza, uma excelente seleção de 16 mignardises (apenas para 2 pessoas), onde nada era menos bom...

 

E, tudo isto, por €31,50 por pessoa... A sério que parece mentira! A regressar, o maior número de vezes possível.

5 comentários

Comentar post