Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

A propósito do Chef que lambia dedos...

5366695.jpg

 

Num post recente do Mesa Marcada, li sobre um cozinheiro de um restaurante que ia lambendo os dedos à medida que os ia sujando:

 

Almoço de hoje, restaurante com cozinha à vista, fui olhando. O cozinheiro de luvas, mas a certa altura ficaram sujas com um molho... lambeu a luva e continuou a cozinhar. Daí a pouco reparei que só tinha uma luva e vi-o lamber os dedos de novo para os limpar daquilo em que tinha mexido antes, e continuou a mexer na comida. Passado um bocado já não tinha luva nenhuma, mas os dedos eram de vez em quando levados à boca.

 

Vieram trazer-me o prato e eu disse a quem o trouxe: Diga ao seu colega que não lamba os dedos enquanto cozinha. Resposta pronta (com um ar meio paternalista, meio arrogante): Ele tem que provar a comida.

 

Pior a emenda que o soneto... nem vale a pena comentar mais.

 

Felizmente, nunca vi nenhum cozinheiro, Chef, ou afim, a lamber os dedos enquanto ia cozinhando, porque se o visse tenho a sensação que me levantaria e ia embora ou, pelo menos, não sairia sem falar com os responsáveis sobre o que tinha presenciado.

 

Porém, não sou assim tão ingénuo ao ponto de pensar que isso nunca aconteceu em nenhum dos restaurantes onde fui ao longo da minha vida, desde as tascas de bairro aos restaurantes com estrelas Michelin e lugares cimeiros nos tops mundiais.

 

Sei bem que já comi ingredientes tocados por mãos sujas e lambidas, para além de mexidos por utensílios de cozinha igualmente lambidos e/ou não lavados.

 

O mesmo se passa com pratos / copos / talheres / guardanapos mal, ou precariamente, lavados, sem falar nos produtos que caem ao chão e é seguida a regra dos 5 segundos, ou alimentos sensíveis que estão fora do frio tempo demais (ou congelados e descongelados mais do que uma vez).

 

Porém, e por mais estúpido que possa parecer para alguns, uma coisa é não dar por nada, e outra bem diferente é ver o Chef, ajudante ou empregado a não cumprir algumas das mais elementares regras de higiene (e boa educação, diga-se de passagem). Ainda por cima, quando a cozinha está aberta para a sala...

 

A situação descrita pela Paulina Mata, do Mesa Marcada, tem tanto de incrível, como inaceitável, apesar de não ser novidade para ninguém. E a justificação do empregado de mesa é ainda mais surreal... E triste.

 

Infelizmente, ou felizmente, não sabemos qual o restaurante em causa no post referido, mas era bom que estes posts servissem para abrir os olhos de alguns. Pelo menos, dos responsáveis. No fundo, era importante que ninguém fizesse aquilo que não desejava que lhe fizessem. E cumprisse com as regras de higiene. Nada de extraordinário, pois não?

 

Ah, e já agora, as regras de higiene não devem ser limitadas às cozinhas dos restaurantes. Já perdi a conta às vezes que encontrei empregados de restaurantes e cozinheiros nas casas de banho dos centros comerciais, devidamente fardados e, com certeza, ao serviço, a sair satisfeitos sem sequer passar as mãos por água...

 

Haja, pelo menos, decência, higiene e respeito.

9 comentários

Comentar post