Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

A obra mais cara de sempre?

the-card-players-1893-1.jpg

 

A ser verdade o que publica o New York Times, o maravilhoso quadro com o título "Os Jogadores de Cartas" de Paul Cézanne deixou de ser a obra mais cara de sempre (de que se tenha conhecimento).

 

O quadro de Cézanne, pertencente a uma série de cinco quadros (os outros quadros estão no Metropolitan Museum of Art de Nova Iorque, no Courtauld Institute of Art Courtauld, em Londres, no Musée d"Orsay, em Paris, (sobre o qual escrevi aqui) e na Barnes Foundation, na Filadélfia), foi vendido em 2011 pelo magnata grego George Embiricos à família real do Qatar por 250 milhões de dólares.

 

when-are-you-getting-married-1892.jpg

 

Entretanto, fontes não reveladas, afirmam que este valor astronómico foi ultrapassado com a venda do quadro "Nafea Faa Ipoipo", de Paul Gauguin que, alegadamente, foi vendido por 300 milhões de dólares. Qualquer coisa como 263 milhões de euros.

 

Aparentemente, o comprador também é do Qatar, que é como quem diz, o comprador foi, novamente, a família real do Qatar - o maior investidor do mundo em arte contemporânea.

 

Só entre nós, se também tivesse o dinheiro da família do Qatar, preferia bem mais comprar "Os Jogadores de Cartas". Mas isso é porque não sou grande apreciador da fase "Taiti" de Gauguin.

 

nude-green-leaves-and-bust-also-known-as-bust-nude

 

Ou então, tinha comprado o "Nu, folhas verdes e busto", de Pablo Picasso, que era a obra mais cara de sempre antes de "Os Jogadores de Cartas", ao ser vendida em 2010 por 106,4 milhões de dólares e que se encontra atualmente em exposição na Tate Modern, em Londres.

2 comentários

Comentar post