Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

A minha visão da Osteria Francescana

IMG_0697.JPG

 

Análises.png

 

A ideia de irmos a Modena e ao segundo melhor restaurante do mundo surgiu assim de repente, e meio ao acaso, em pleno verão, já depois de termos o nosso bebé. Curiosamente, foi possível fazer a reserva para novembro, altura em que era possível tirarmos uns dias de férias para visitarmos uma cidade europeia e levarmos o bebé connosco. Convenhamos que na altura não pensámos lá muito bem se seria fácil ou não levar o bebé a um destes restaurantes. Mas depois de, ainda com 2 meses, termos decidido fazer um périplo por três bons restaurantes do norte de Portugal com ele ao colo (a dormir) ou no carrinho (ora a rir, ora a chorar), concluímos que não seria fácil aguentá-lo bem disposto durante três horas num restaurante de tão alto nível. Mas enfim, a reserva estava feita, eles aceitavam bebés e nós lá fomos.

 

Para começar, Modena. Só para conhecer esta bela cidade italiana, já valeria a pena ir à Osteria Francescana. É mais uma cidade encantadora em Itália, com uma arquitetura fabulosa, igrejas encantadoras e muitos recantos charmosos. Claro que um dia de sol em pleno outono também ajudou.

 

O restaurante fica numa rua estreitinha, num prédio antigo pintado de cor de rosa, como muitos outros edifícios na cidade. Quando chegámos vimos o Chef na rua a participar de uma gravação de mais um (provável) documentário a seu respeito. À porta, um carro preto de alta cilindrada que presumimos ser dele. Fomos até ao fundo da rua fazer tempo (chegámos uns minutos antes da hora) e, de repente, vemos chegar três orientais que tocaram à campainha. Aproveitámos a boleia e entrámos.

 

Mal entrámos, para não variar, o nosso bebé acordou. Todo o staff foi de uma enorme simpatia para connosco e o nosso bebé durante o almoço.

 

Das três ementas possíveis, escolhemos os clássicos. Sobretudo por ter menos pratos e, por isso, demorar menos tempo a ser servido. Eu sempre com medo que o bebé se fartasse e começasse a chorar, numa sala muito pequena, onde as outras quatro mesas estavam cheias...

 

Sinceramente, se dependesse de mim, este restaurante nunca seria o segundo melhor do mundo. Não houve nada na ementa que me fizesse querer voltar. Nada que me tenha provocado uma paixão avassaladora. Nada que me tenha encantado de verdade. Gostei muito dos grissini e da carne. Tirando isso, o resto comi por comer, sem ter apreciado muito, ou então não gostei mesmo e dei ao meu marido ("gelado" de foie gras e Caesar salad).

 

O que eu gostei mesmo foi da apresentação e da criatividade. Nisso, de facto, parece-me que este Chef é ímpar. Mas nos sabores ficou muito aquém das minhas expectativas...

 

Gostei do Chef, que veio à mesa e foi muito simpático, sobretudo para o bebé (que, verdade seja dita, e com muito esforço nosso para o distrairmos, se portou exemplarmente!).

 

No final, soube a pouco. Acho que por ser o segundo melhor do mundo e por ser em Itália, esperava muito mais!

 

Semana da Osteria Francescana

- Introdução

- Como chegar a Modena, Itália

- Modena, Itália

- Reservar mesa na Osteria Francescana

- A arte na Osteria Francescana

- O pão e o azeite

- Grissini

- Tosta de parmesão

- Macaron de coelho

- Memórias de uma sandes de mortadela

- Croccantino de foie gras

- Uma enguia subindo o rio Pó

- Caesar salad

- Cinco idades de Parmigiano Reggiano

- A parte crocante da lasanha

- Beautiful, Psychedelic Spin Painted Veal, Not Flame Grilled

- Torta di riso

- Oops! I dropped the lemon tart

- Mignardises

- Massimo Bottura

- Never Trust a Skinny Italian Chef

- O carro de Massimo Bottura

- Serviço