Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Restaurante Come Prima, em Lisboa

fotografia 2 (2).JPG

 

A convite do Chef Tanka Sapkota, o simpático Chef do maravilhoso restaurante Forno d'Oro, onde são servidas as melhores pizzas de Lisboa (e sobre o qual já escrevi aqui e aqui), fomos ao seu restautante Come Prima (situado no alto da Rua do Olival, perto do Museu Nacional de Arte Antiga). 

 

O convite tinha dois objetivos. Conhecer os pratos da nova carta e celebrar o facto de ser o único restaurante em Portugal a ter 3 distinções internacionais:

fotografia 1.JPG

 

- o certificado da Asssociazione Verace Pizza Napoletana, considerada por muitos como a estrela Michelin das pizzas (e sobre o qual escrevi aqui, aquando da entrega deste mesmo prémio ao restaurante Forno d'Oro);

- o prémio Ospitalità Italiana, entregue pelo Governo de Itália;

- e a distinção de Excelência Italiana, entregue pelo Eccellenze Italiane, prémio agora recebido.

fotografia 2 (5).JPG

 

É impressionante que o restaurante já tenha recebido tamanhas distinções, mas não era precisa nenhuma distinção para saber que o que iria ser servido no Come Prima seria delicioso. Tanka Sapkota pode ser Nepalês, mas cozinha como um verdadeiro italiano.

fotografia 3 (5).JPG

 

Chegados ao restaurante, fomos recebidos com um Prosecco, ao qual se seguiu, já na mesa, uma bruschetta com tomate e manjericão. Excelente sabor e texturas.

 

fotografia 2 (8).JPG

 

Seguiu-se uma Impepata di coze de Lagos, ou seja, um "salpicado" de mexilhões de Lagos, ligeiramente picante e muito agradável. Para acompanhar, um Quinta dos Carvalhais Encruzados Branco de 2014.

 

fotografia 3 (7).JPG

  

Depois da Impepata, um saboroso spaghetti nero di seppia com gambas do Algarve, percebes das Berlengas, tomates cherry e limão,

fotografia 1 (9).JPG

  

Seguido de ravioli com santola, batata e queijo cabra abafado da Serra de Serpa. Para acompanhar, Vinha Grande Branco Douro 2014.

 

fotografia 3 (8).JPG

 

Antes da sobremesa, foi servido o prato da noite. Rigatoni com ragu de porco preto alentejano de bolota, cozinhado a baixa temperatura, com tomate, ervas frescas e queijo cabra abafado da Serra de Serpa. Muitíssimo bem cozinhado, sobressaindo os excelentes temperos. Para acompanhar, mais uma escolha acertada no que toca a vinhos - Quinta da Leda Douro 2013.

 

fotografia 2 (3).JPG

 

Passando então à sobremesa, não poderia faltar o tiramisù, com biscoitos Savoiardi embebidos em café e entremeados por um creme à base de queijo mascarpone e cacau. Excelente final, com destaque para a acidez do fisális que resultou muito bem em contraste com o doce. A acompanhar, um copo de Abafado vinho licoroso.

 

Após um excelente jantar, seguiu-se um sentido discurso do Chef Tanka, em que manifestou orgulho no trabalho realizado, valorizou os produtos portugueses e confessou que a sua alma é portuguesa.

fotografia 1 (5).JPG

 

Nota final para o espaço, muito agradável e bonito, e para o serviço simpático e eficiente.

 

fotografia 4 (4).JPG

 

Muito obrigado pelo convite e parabéns pelo trabalho, Chef. Voltaremos para provar os restantes pratos.

Novos menus do restaurante Zambeze, em Lisboa

19195180_1Rgvv.jpeg

 

No seguimento do post sobre o Restaurante Zambeze, em Lisboa, que podem ler aqui, aproveito para divulgar os novos menus de grupo do restaurante e a ementa especial para o dia dos namorados. Em todos os menus as propostas gastronómicas são, na sua maioria, estreias. 

 

Menu do dia de São Valentim

Menu Valentim.png

 

 

 

We love sex

censored.jpg

 

O meu filho adora ver vídeos de bonecos específicos para bebés e crianças no Youtube (como penso que a maioria gosta hoje em dia) e é capaz de ficar longos minutos tranquilo a ver a bonecada, o que me permite ir fazendo algumas coisas sem ter de estar constantemente a prestar-lhe atenção.

 

De vez em quando apercebo-me que o som do vídeo já não é normal e percebo que está a dar publicidade. Normalmente ele não se queixa, e vê aquilo como se fossem os bonecos normais, mas sempre que posso vou lá cancelar o anúncio. Se pus o iPad à sua frente foi para que visse os ratinhos e os patinhos a andar de um lado para o outro, e não publicidade a manteiga ou carros. Seja como for, é publicidade inofensiva, e logo a seguir voltam os bonecos. O problema é que nem sempre é assim.

 

Há uns dias comecei a ouvir uma música e percebi que já era publicidade. Espreitei para o iPad e vi que eram uns bonecos a cantar todos satisfeitos, pelo que decidi deixar tocar. Até estava dentro do tema da bonecada, concluí.

 

Qual não foi o meu espanto quando começo a ouvir “We love sex” repetidamente. Voltei imediatamente para o pé do meu filho e fico a ver o anúncio com ele. Os bonecos, inicialmente “inofensivos”, estavam acompanhados por bonecas em lingerie e todos cantavam “We love sex and rock and roll”. Quando uma boneca praticamente despida começou a dançar num varão decidi parar com o anúncio.

 

É evidente que para o meu filho de 7 meses é indiferente ver aqueles bonecos ou patinhos, ou ouvir “We love sex” ou qualquer outra coisa. Mas e os miúdos mais crescidos?

 

Não estou a ser puritano nem nada do género, mas faz algum sentido não proibir/evitar determinado tipo de anúncios em vídeos específicos para crianças?

 

Custará assim tanto adequar a publicidade ao vídeo em questão?

 

Penso que não.

 

Nota final: acabei por nem perceber qual a marca publicitada.

Share The Meal - Ajude quem tem fome

ac4e2369-e6ec-4d3d-8062-764a21e331ad.png

 

No final do ano passado, e através da app Share The Meal, ajudámos a garantir que 20 mil crianças sírias refugiadas recebessem refeições escolares durante um ano. 

 

map-homs-86cbf01290.jpg

 

Este mês, voltámos a cumprir o nosso dever e contribuímos para que mais de 2 mil grávidas e mulheres que estão a amamentar, em Homs, na Síria, tenham durante um ano uma boa nutrição, tão fundamental nesta fase, tanto para os bebés como para as mães.

 

Sabiam que basta €0,40 para alimentar uma criança durante um dia?

 

Sabiam que 1 em cada 7 crianças sofre de fome?

 

Sabiam que existem 2 bilhões de smartphones? Ou seja, que os utilizadores de smartphones superam o número de crianças com fome por 20 a 1, o que significa que se todos ajudassem não havia crianças com fome?

circle-image-01-74b2b36392.jpg

 

Podemos contar com a vossa ajuda para que esta meta seja alcançada?

 

Lisboa à Prova 2015

0003D2CFBC69BB.jpg

 

Esta semana foram revelados os melhores restaurantes de Lisboa em 2015, depois de 6 meses de visitas e avaliações e cerca de 700 provas anónimas entre junho e novembro do ano passado.

 

Em comparação com 2014, foram premiados mais 11 restaurantes, num total de 126 restaurantes. 90 restaurantes obtiveram "1 Garfo", 29 "2 Garfos" e 7 restaurantes conseguiram o galardão máximo de "3 Garfos".

 

Com 3 Garfos:

A Travessa - análise aqui

Belcanto - última análise aqui

Eleven - última análise aqui

Feitoria

O Nobre

Restaurante Lapa

Varanda

 

Com 2 Garfos:

1300 Taberna

A Cevicheria - análise aqui

Bistrô 4

Cantinho do Avillez - análise aqui

Duplex

Enoteca de Belém

Estórias na Casa da Comida

Flor-de-Lis

Flores do Bairro

Grill D. Fernando

Leopold - análise aqui

Lisboa à Noite

Lisboète

Mensagem

Mini Bar - análise aqui

O Bem Disposto

O Talho - última análise aqui

Panorama

Peixaria da Esquina

Rossio Bar Terraço

Sala de Corte

Salsa & Coentros

Sessenta

Tabik

Tasca da Esquina - análise aqui

Via Graça

Viva Lisboa

Volver de Carne Y Alma

Xapuri Bistro.

 

Com 1 Garfo:

151 One Five One

2 à Esquina

Iguarias e Petiscos

5 Oceanos

A Casa do Bacalhau

A Fábrica de Santiago

A Tapadinha, Cozinha Russa

A Tasca do Tio Candinho

A Travessa do Fado

Adega da Tia Matilde

Adega Machado

Apicius

Aromas e Temperos

Aura Lounge Café

Bastardo

Bellalisa Elevador

Bistro Edelweiss

Blend

Brasserie de L’Entrecôte – Chiado

Brasserie de L’Entrecôte – Parque das Nações

Café Lisboa - análise aqui

Cantina da Estrela - análise aqui

Carmo

Cervejaria Portugália – Belém

Chefe Cordeiro

Coffee Shop Rendez Vous

De Castro Elias

Delícias de Goa

Dinastia Tang

Este Oeste

Everest Montanha – Avenida do Brasil

Faz Figura

Fumeiro de Santa Catarina

Grei

Grelhados de Alcântara

Gustus e Sushi Alentejano

In Bocca al Lupo

Jockey

Kampai

La Paparrucha

Le Moustache

Lost In Esplanada Bar

Madragoa Café

Maria Catita

Marisqueira D’Pescador

Mercearia de L Praino

Meson Andaluz

Mô Petiscaria

Moules & Beer - análise aqui

My Story Rossio

Nogueira´s Fire Food

O Guarda-Mor

O Mercado

O Polícia

Oficina do Duque

Oito Dezoito

Open Brassserie Mediterrânica

Páteo Velho – Ordem dos Médicos

Pimenta Rosa

Pizzaria Lisboa - análise aqui

Pizzaria Luzzo

Restaurante Bordalo Pinheiro – Radisson Blu Hotel

Restaurante Carnalentejana

Restaurante D’Bacalhau

Sacramento do Chiado

Sagrada Família

Salsa Rosa Bistro

Sem Dúvida

Senhor Peixe

Servejaria

Solar dos Leitões

Solar dos Nunes

Sushi Café Amoreiras

Sushi Café Avenida

Tapa Bucho

Tasca Urso

Tentações de Goa

Tertúlia do Paço

The Decadente

The George

The Insólito

The Old House - análise brevemente

Trivial

Tsubaki

U Chiado

Uai!

Varanda de Lisboa

Very Important Picanha

Vicente by Carnalentejana

Wasabi Sushi Bar

Zambeze - análise aqui

 

Sobre o Lisboa à Prova – Concurso Gastronómico: Referência para o turismo e o sector da restauração de Lisboa, o «Lisboa à Prova» é um projecto da consultora de comunicação ÚNICA, promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, Turismo de Lisboa e AHRESP – Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal. Conta ainda com a Sagres Bohemia como Patrocinador Oficial do Concurso. Sendo dirigido aos estabelecimentos de restauração da cidade de Lisboa tem por objectivos: Valorizar o sector da restauração; Promover a Gastronomia lisboeta enquanto factor de atracção turística da Cidade; Estimular o sector da restauração para um constante aumento da qualidade dos serviços prestados.

O Cisco Pisco foi considerado um dos melhores blogues de decoração!

cabelalho-top-decor-700x325.png

 

O blog da minha querida mulher, Cisco Pisco, foi hoje eleito pela Zaask como um dos 16 blogs de decoração a não perder

Os meus enormes parabéns à minha mulher e, já agora, não deixem de visitar o blog!

 

Cisco Pisco

 

Top-Decor-1.png

 

Restaurante Zambeze, Lisboa

IMG_1490.JPG

 

A convite do Grupo Visabeira fui conhecer o restaurante Zambeze, localizado perto do Largo do Caldas, em pleno centro histórico de Lisboa, e fiquei surpreendido com o restaurante. Não só por causa da extraordinária vista, mas também pela simpatia no atendimento e, claro, pela qualidade da comida servida.

 

Carregue nas setas laterais para ver mais  

O restaurante Zambeze fica no último andar do Edifício EMEL (antigo Mercado Chão do Loureiro) e dispõe de parque de estacionamento no próprio edifício (gratuito por duas horas para clientes do restaurante). Após uma breve subida num elevador panorâmico chega-se ao restaurante onde é possível contemplar uma maravilhosa vista sobre a cidade de Lisboa e rio Tejo (principalmente em dias de sol).


Carregue nas setas laterais para ver mais  

 

Dividido em três espaços - uma esplanada com 300 m2 e carta própria, uma enorme sala interior e outra, mais pequena, que faz a transição entre o interior e exterior - o restaurante tem uma decoração moderna, leve e descontraída, repleta de peças Bordallo Pinheiro.

 

IMG_1472.JPG

 

É ainda possível admirar dois painéis de azulejos do artista Paulo Ossião.

 

A carta apresenta uma grande diversidade de opções oriundas de duas cozinhas diferentes - a beirã e a moçambicana - e o difícil é escolher perante tão boas hipóteses. Por isso decidi aceitar a sugestão que foi me foi feita e tive o prazer de experimentar um dos pratos da renovada ementa que será apresentada dentro de poucos dias.

 

IMG_1480.JPG

 

Mas, antes disso, foram servidos alguns aperitivos (pão, manteiga, azeite e azeitonas),

 

IMG_1483.JPG

 

Seguidos de um couvert constituído por camarões estufados, "bolinhos" de bacalhau, cogumelos salteados e uma chamuça de Moçambique com vitela. Tudo muito agradável, com destaque especial para a deliciosa chamuça, bem acompanhada por um piri-piri "Sacana".

 

IMG_1484.JPG

 

Para beber experimentei o vinho da casa, na versão tinto e branco.

 

Carregue nas setas laterais para ver mais 

Sabores suaves que completaram na perfeição o que foi servido.

 

IMG_1486.JPG

 

Chegou então a hora de provar um dos novos pratos da nova ementa - Risotto de caranguejo e gambas com tapioca frita. O risotto estava no ponto (o que não é fácil de encontrar num restaurante) e os sabores globais eram muito agradáveis, resultando numa perfeita harmonia. Muito bom.

 

 Carregue nas setas laterais para ver mais 

Para terminar com uma nota doce, existe uma mesa repleta de doces e fruta. Boa variedade e bons sabores.

 

Pontuação de 0 a 10

Cozinha (50%) - 7,5

Serviço (25%) - 8

Ambiente (25%) - 8,5

Pontuação final - 7,88

 

Nota final: o facto de ter ido a convite do Grupo Visabeira em nada influenciou a minha análise.

Roca Bar, Barcelona

IMG_0238.JPG

 

Análises.png

 

Uma visita a Barcelona serve sempre para conhecer novos restaurantes, mas também para visitar alguns favoritos. E na nossa última passagem por Barcelona, não quisemos deixar de revisitar o Roca Bar, dos irmãos Roca, que visitámos pela primeira vez em 2014, como escrevi aqui.

 

IMG_0255.JPG

 

E a experiência conseguiu ser ainda melhor do que em 2014. 

 

IMG_0235.JPG

 

Chips com pimentão

 

IMG_0245.JPG

 

Croquetes de presunto ibérico €2 cada - super cremosos e deliciosos.

 

IMG_0244.JPG

 

Coca com tomate €5

 

IMG_0250.JPG

 

Arroz em coco com lagostins e caril vermelho €18 - apresentação excelente e sabor ainda melhor.

 

IMG_0252.JPG

 

Frango Tandoori com iogurte e arroz basmati €13,50 - escolha sempre acertada.

 

IMG_0254.JPG

 

Steak tartar "Joan Roca" €16 - já comi melhores, mas este não desiludiu, com a bola de "gelado" e os excelentes temperos a elevar este prato.

 

IMG_0256.JPG

 

Gelado Rocambolesc de baunilha com crocante de caramelo, biscoito de chocolate e molho de cacau €8,50 - muitíssimo bom, e bem melhor do que o provado em 2014.

 

IMG_0243.JPG

 

Nota final: é sempre bom ver um produto português a uso fora do país.

 

Pontuação de 0 a 10

Cozinha (50%) - 8,5

Serviço (25%) - 8

Ambiente (25%) - 8

Pontuação final - 8,25

 

Restaurantes parados no tempo

2_476_image_galeira_madeirense_amoreiras_5_0707201

 

No final de 2015 decidimos almoçar nas Amoreiras e escolhemos "O Madeirense" (restaurante que já conhecíamos). Ao entrar, sentimos de imediato o cheiro de tabaco, pelo que perguntámos à empregada se era possível fumar no restaurante. A mesma, de forma peremptória, respondeu que não era permitido, e voltou a repetir a afirmação quando insistimos na pergunta face ao cheiro que se sentia.

 

Crentes de que o que era dito era verdade, fomos encaminhados ao segundo andar do restaurante (porque o primeiro já estava cheio), carregados com as nossas coisas mais o carro do nosso filho. Assim que nos sentámos, bastou olhar para baixo para ver o responsável pelo restaurante a fumar um cigarro ao balcão.

 

Tal como suspeitávamos, afinal era permitido fumar no restaurante, e o cheiro do tabaco fluía livremente pelos dois andares do restaurante.

 

Sem hesitações, pegámos nas nossas coisas e fomos embora do restaurante, não sem antes deixarmos bem claro o nosso descontentamento, ao mesmo tempo que a empregada afirmava a pés juntos que nunca tinha dito que não se podia fumar.

 

Ora se é triste apanhar com empregados mentirosos que pretendem unicamente caçar clientes, sem qualquer respeito pelos mesmos, é igualmente triste ver o responsável pelo restaurante descansado da vida a fumar como se estivesse em sua casa, ou como se ainda fosse normal, nos dias de hoje, apanhar com tabaco nos restaurantes.

 

Sei bem que, infelizmente, ainda é possível fumar dentro dos restaurantes, mas também sei bem que "O Madeirense" não tem qualquer sistema de extração de fumo a funcionar devidamente, senão não se sentia tanto o cheiro do tabaco. E se ele tem direito a fumar no restaurante, eu tenho direito a recusar-me a ficar lá dentro. Mas é pena, porque a comida até costuma ser boa.

 

969_cantinhoLOGO.jpg

 

De um restaurante parado no tempo, passámos para outro que também parece ter estagnado - O Cantinho Regional Serra da Estrela (que também já conhecíamos):

- serviço muitíssimo fraco;

- não cumprimento com o pedido do ponto da carne, mesmo depois desta ter sido recusada (foi pedido bem passada e da primeira vez veio mal e da segunda médio/mal);

- arroz que claramente já tinha sido feito na véspera (ou ainda antes);

- batatas fritas moles e sem qualquer interesse.

 

A refeição foi tão desagradável, que uma boa parte ficou por comer e nem quisemos saber das sobremesas.

 

Com tantas boas opções no renovado food court das Amoreiras, decidimos voltar a restaurantes que já tínhamos visitado há uns anos, mas depressa percebemos que não sofreram qualquer evolução positiva com o passar dos anos. Bem pelo contrário.

O McDonald's do futuro

00.jpg

 

Nunca se falou tanto sobre comida saudável, orgânica ou super-alimentos. De um momento para o outro, parece que parte do mundo percebeu que o caminho que estava a ser tomado tinha de sofrer um desvio, para o bem da nossa saúde. De acordo com um estudo realizado em 2015 pela Nielsen Global Health and Wellness, 50% das pessoas estão a tentar perder peso. E, para isso, 75% dessas mesmas pessoas planeia mudar as suas dietas, focando-se em comida fresca e mais natural.

 

Perante esta tendência saudável, e os desastrosos resultados apresentados em 2015 pela McDonald's, o gigante mundial da comida fast-food percebeu que tinha de mudar. E não bastava juntar mais saladas ou sopas aos seus menus. Era preciso um restyling completo, começando pelos espaços até ao que é servido.

 

01.jpg

 

Foi então que surgiu o McDonald's Next, que representa o futuro da marca. O primeiro abriu há dias em Hong Kong, e é expectável que se espalhe por todo o mundo.

 

E em que é que consiste o McDonald's Next? Trata-se de um restaurante que pretende modernizar a marca, deixando a palete de cores vermelho/amarelo de lado e as luzes intensas, passando para cores pretas e brancas, luz ambiente, interiores em vidro e metal e um bar de saladas. Sim, um bar de saladas com 19 ingredientes diferentes, onde também entra a quinoa.

 

Sim, leu bem. A quinoa passa a fazer parte de uma refeição no McDonald's.

 

03.jpg

 

Para além disso, passa a haver serviço à mesa, a partir das 18 horas e uma seleção de cafés premium.

 

E não fica só por aqui. Nos McDonald's Next é possível carregar os telemóveis, há Wi-Fi gratuita e quiosques de self-service.

 

04.jpg

 

Mas não se preocupem, pois continuarão a ser servidos os mesmos hambúrgueres. Se bem que poderá passar a personalizar o seu próprio hambúrguer num computador.

 

Parecem-me ótimas mudanças, num setor que precisava urgentemente das mesmas. 

 

05.jpg

 

Notícia

Pág. 1/2