Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Só entre nós

Só entre nós é um blog só para nós. Para escrevermos sobre aquilo em que pensamos, sobre o que gostamos, ou não, sobre viagens fabulosas, restaurantes, pessoas que admiramos, ou que nos deixam os cabelos no ar, livros lidos e muito mais.

Novo template do blog

Imagem1.png

 

Uma das (muitas) vantagens de ter um blog no Sapo é o facto de se poder mudar de imagem com um simples clique. No fundo, é quase como estalar os dedos e o blog muda completamente. Sem trabalho ou chatices. E isso é excelente. Principalmente para aqueles que se cansam rapidamente e anseiam por mudanças.

 

Não foi bem o nosso caso, mas a verdade é que uma mudança de ares sabe sempre bem. E como o blog já ultrapassou um ano de vida, e agora já não somos só dois (se bem que o mais novo elemento gosta mais de dormir e mamar), nada como mudar o aspeto do "Só entre nós".

 

A meu ver, ficou melhor. Gosto desta possibilidade de ver logo os últimos posts, sem ter de descer muito na página.

 

E vocês? O que é que acharam da mudança?

 

Tarte de beterraba e queijo feta

DSC03026.jpg

 

Só entre nós, não sou nada apreciador de beterraba. Por isso, quando a minha querida mulher me disse que tínhamos de fazer uma tarte de beterraba e queijo feta que tinha visto na internet, eu torci inicialmente o nariz. Mas sabem que mais? Foi das melhores tartes que já fiz. Segue a receita:

 

Ingredientes

Massa:

- 200 g de farinha

- 100 g de manteiga fria

- 60 mL de água fria

- sal q.b.

 

Recheio:

- 2 beterrabas grandes

- 1 cebola roxa

- 1 colher de sopa de azeite

- vinagre balsâmico q.b.

- 1 embalagem de queijo feta

- 2 ovos

- 150 mL de natas

- 1 colher de sopa de açúcar amarelo 

- tomilho q.b.

 

Comece por preparar a massa, batendo a farinha, manteiga e sal até parecer pão ralado. Em seguida, vá acrescentando aos poucos a água, até obter uma mistura homogénea. Envolva a massa em papel aderente e leve ao frigorífico por 30 minutos. Entretanto, unte uma forma com manteiga e, posteriormente, forre a forma com a massa. Leve novamente ao frigorífico por mais 15 minutos. Enquanto a massa repousa, pré-aqueça o forno a 180ºC.

 

Findos os 15 minutos, leve a massa ao forno por 10 minutos, coberta com papel vegetal e ingredientes secos para fazer de peso (como grão, feijão ou arroz cru). Retire os ingredientes secos e devolva a massa ao forno por mais 5 minutos, ou até ficar dourada.

 

Entretanto, prepare o recheio. Numa frigideira com um fio de azeite, deixe amolecer a cebola roxa (picada) e depois junte as beterrabas descascadas e raladas, o vinagre balsâmico, tomilho, açúcar e uma chávena de água. Tempere com sal e pimenta.

 

Deixe cozinhar por 15 minutos, mexendo de vez em quando. Quando arrefecida, despeje a mistura sobre a massa da tarte, disponha por cima o queijo feta aos bocados e, por fim, os ovos batidos com as natas.

 

Leve ao forno por mais 30 minutos, ou até estar pronta.

Bom apetite!

Pagar mais de 300€ por uma refeição?

17149269_JN6Ov.jpeg

 

Junto das pessoas que me rodeiam (familiares e conhecidos), contam-se pelos dedos de uma mão aqueles que sabem que, muito de vez em quando, vamos a restaurantes onde os preços são consideravelmente mais altos do que os preços "normais". 

 

Daí que praticamente ninguém saiba que já gastámos mais de 300 euros numa refeição no Azurmendi (crítica aqui) ou que ultrapassámos os 400 euros numa refeição no Belcanto (crítica aqui). E porquê? Porque independentemente de saberem se podemos ou não pagar esses valores, seria inevitável que pensassem logo no dinheiro que tínhamos e na forma como o andávamos a gastar. Ou seja, diriam logo que estávamos ricos e andávamos a esbanjar dinheiro em restaurantes, quando é mentira tanto uma coisa como outra.

 

Mas e explicar isso? Não ia adiantar nada. Mas agora pensem comigo:

Cenário A - há quem almoce todos os dias da semana num restaurante. Ora acreditando que é praticamente impossível gastar menos de 8 euros por uma refeição, temos um gasto mensal de 160 euros. Se, num casal, os dois tiverem o mesmo gasto, estamos a falar de 320 euros por mês só em almoços.

 

Cenário B - muitos são aqueles que têm por hábito jantar fora, pelo menos, uma vez por semana e comer fora aos fins-de-semana. Imaginando o jantar em 15 euros por pessoa, mais 20 euros gastos ao fim-de-semana (no mínimo, claro), temos 140 euros por mês, que por casal dá 280 euros por mês.

 

Ora uma pessoa que, como eu, nunca vai comer fora ao almoço, nem jantar fora durante a semana, fica com uma "poupança" de mais de 180 euros por mês, pelo menos. O que permitiria, em teoria, usar esse dinheiro para ir a um "bom" restaurante uma vez por mês. Se não for um ou dois meses a um desses restaurantes, maior o valor para gastar.

 

Ou seja, os 150 euros por pessoa pagos num restaurante são iguais aos 8 euros gastos por dia em almoços. Mas é muito mais fácil criticar quem gasta 150 numa única refeição, certo?

 

Daí que hoje em dia sinta que não se pode dizer que se foi a um restaurante mais caro. A não ser que seja sob o anonimato de um blog ou, tal ida, seja justificada pela profissão (exemplo dos jornalistas ou críticos gastronómicos). E, mesmo assim, será difícil escapar às críticas. O que é triste, não é?

 

Cada um é livre de gastar o dinheiro que tem, principalmente se for dinheiro ganho honestamente. E se esse dinheiro não fizer falta para outra coisa. Sendo assim, não se pode utilizá-lo numa ida ocasional a um bom restaurante?

 

Se dissesse que tinha gasto €150 num bilhete para uma final de um campeonato de futebol ou num bilhete para um concerto, de certeza que já não haveria qualquer problema.

Las Vegas vista de cima - Vincent Laforet

6.jpg

 

1.jpg

 

2.jpg

 

3.jpg

 

4.jpg

 

5.jpg

 

7.jpg

 

8.jpg

 

9.jpg

 

10.jpg

 

11.jpg

 

12.jpg

 

Fonte

Muffins integrais de banana e mirtilos, amoras ou framboesas

~1429717263~DSC00155.JPG

 

Ingredientes para 10 a 12 Muffins:


- 165 mL de leite magro

- 1 colher de sumo de limão

- 165 mL de açúcar amarelo

- 55 mL de óleo de girassol

- 2 ovos

- 220 g de bananas maduras esmagadas

- 275 g de farinha integral

- 220 g de farinha

- 1 colher de chá de fermento em pó

- 1 colher de chá de canela em pó

- ½ colher de chá de bicarbonato de sódio

- 1 pitada de sal

- 1 pitada de noz moscada

- mirtilos, framboesas e amoras

 

Junte ao leite magro o sumo de limão e deixe repousar por 15 minutos. Em seguida, acrescente o açúcar amarelo, óleo e ovos. Mexa bem e adicione as bananas esmagadas.

 

Noutra taça, misture as duas farinhas, o fermento em pó, a canela, o bicarbonato de sódio, o sal e a noz moscada. Junte depois as duas misturas e mexa bem até ficarem incorporadas. Por fim, acrescente os frutos vermelhos que desejar e envolva bem.


Divida depois a mistura por um tabuleiro de queques previamente forrado com forminhas de papel. Se preferir ter muffins com tipos diferentes de frutos vermelhos, acrescente-os apenas nesta altura.

 

Leve o tabuleiro ao forno previamente aquecido a 180ºC, durante cerca de 25 minutos ou até estarem cozinhados.


Retire do forno e deixe arrefecer completamente sobre uma grelha.

 

Bom apetite.

Primeiros dias de vida

~1435133330~DSC03850.jpg

  

Como muitos de vós devem ter lido, a nossa família aumentou há uns dias, enchendo-nos ainda mais os corações de amor e felicidade (e a casa com cheiro de bebé).

 

Não tem sido um completo paraíso, graças às noites mal dormidas, toda a complexidade à volta da amamentação (tema que deverá ser abordado pela minha querida mulher mais tarde), lutas contra o sono com murros e pontapés no ar, as fraldas constantemente mudadas (muitas vezes com poucos minutos de intervalo), e os choros sem aparente explicação.

 

Mas tem sido maravilhoso ficar a observá-lo, sentir o seu cheiro, ver as pequenas caretas e sorrisos, aconchegá-lo na alcofa, dar-lhe colo, enchê-lo de beijos e ver a cara de felicidade da minha mulher enquanto olha para o resultado do nosso amor.

 

Ter um filho é, de facto, uma experiência avassaladora. E eu não podia deixar de agradecer a todos os que nos têm dado os parabéns aqui no blog e redes sociais, e expressado os seus desejos de felicidade e saúde. Tem sabido muito bem receber o vosso carinho.

Tate Modern, Londres

01.JPG

 

Considerado como o museu de arte moderna mais visitado a nível mundial, a Tate Modern, instalada na antiga central eléctrica de Bankside, junto ao rio Tamisa, apresenta, gratuitamente, uma magnífica colecção de arte moderna e contemporânea internacional, desde 1900 até aos nossos dias. 

 

 

02.JPG

 

03.JPG

 

04.JPG

 

Ao longo dos seus 7 andares, estão dispostas importantes obras de Pablo Picasso,Matisse, Braque, Francis Bacon, Chagall, entre muitos outros artistas mundialmente conhecidos.
 

05.JPG

 

 

 

Londres vista de cima - Vincent Laforet

VLA_D7T1768_AIR_London_WEB500.jpg

  

VLA_D7T4077_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T5062_AIR_LondonWEB500.jpg

 

VLA_D7T2735_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T2836_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T3343_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_17A1742_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T1244_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T1161_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_17A1921_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T3729_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T5189_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T5615_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_D7T0813_AIR_London_WEB500.jpg

 

VLA_17A2677_AIR_London_WEB500.jpg

Fonte

Berlim vista do rio

01.JPG

 

Berlim é uma cidade apaixonante. E uma boa forma de apreciar a sua beleza é através de um dos muitos passeios de barco disponíveis. No meu caso, apanhei o BWTS Berliner Wassertaxi-Stadtrundfahrten, junto à Catedral de Berlim, e a experiência foi fantástica. Custa 10 euros por pessoa e a viagem demora 45 minutos. Recomendo vivamente.

 

02.JPG

 

03.JPG

 

04.JPG

 

05.JPG

 

06.JPG

 

 

Uma casa rústica mas moderna, na Califórnia

10.jpg

 

Vejam só esta preciosidade e digam se é ou não é perfeita! Eu não mudava nadinha e mudava-me já hoje! E um mergulho nesta piscina divinal com vista para a vinha? Se isto não é o paraíso, andará lá perto...

 

00.jpg

 

01.jpg

 

02.jpg

 

03.jpg

 

04.jpg

 

05.jpg

 

06.jpg

 

07.jpg

 

08.jpg

 

09.jpg

 

11.jpg

 

12.jpg

 

13.jpg

 

14.jpg

 

15.jpg

 

16.jpg

 

17.jpg

 

18.jpg

 

19.jpg

 

20.jpg

 

Fonte

Pág. 1/4