Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

soentrenos

120 anos de carreira

Imagem1.png

 

Ultimamente tenho-me apercebido de vários espetáculos e notícias referentes à celebração de x anos de carreira de alguém. E, salvo raras exceções, os anos de carreira são praticamente os mesmos anos de vida. O que me leva a pensar na definição de carreira...

 

Não vale a pena entrar em polémicas, mas há por aí uma senhora que diz que faz x anos de carreira, mas quando se lê biografias dela, ou entrevistas dadas, verifica-se que apenas começou a trabalhar naquela sua arte 7 anos mais tarde. Bem sei que fica mais bonito o número pomposo que diz comemorar de carreira, mas se só começou profissionalmente uns bons anos mais tarde, porque é que diz que começou antes?

 

O mesmo acontece com outros artistas, em que se subtrairmos os anos de carreira, aos anos de vida, verificamos que começaram quando ainda só tinham um ou dois anos. A cantar, por exemplo.

 

Fará sentido?

 

Um cantor, que só se começa a dedidar à música, deve contar como anos de carreira aqueles em que ainda mal andava mas já cantarolava alguma coisa? Os atores devem adicionar à sua carreira os anos em que brincavam nas peçinhas de teatro nas festas da escola?

 

É claro que existem exceções. Há cantores que começaram mesmo muito cedo a cantar (em festas locais, em casas de fado, em programas de televisão) e atores que começam ainda bebés a "desempenhar" papéis nos teatros/cinema/televisão. Aí até acho que faz sentido contar esse tempo como carreira.

 

Mas dizer que se tem, por exemplo, 50 anos de carreira, 52 anos de vida, e nas biografias é possível ler que começou a trabalhar no teatro aos 10 anos, é um bocado estranho...

2 comentários

Comentar post